Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

BTT DHI ACRAP, Rui Teixeira e Ana Leite dominaram o 20.º

Rui Teixeira (Bike House DH Team/Guimarães) e Ana Leite (AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde) venceram o 20.º BTT DHI – ACRAP, última etapa do Campeonato do Minho de BTT DHI – Cision, disputada na freguesia de Prozelo (Arcos de Valdevez).

20.º BTT DHI ACRAP

O 20.º BTT DHI ACRAP, organizado em conjunto pela ACRAP – Associação Cultural e Recreativa Amadora Proselense e pela Associação de Ciclismo do Minho, foi disputado numa nova pista de Down Hill e não defraudou as expectativas. Os muitos aficionados desta vertente do ciclismo, que se deslocaram às imediações do Campo de Futebol da ACRAP, puderam assistir a um grande espetáculo, com os atletas a empenharem-se a fundo para conquistar os melhores tempos.

Ricardo Brito, presidente da Associação Cultural e Recreativa Amadora Proselense (ACRAP) fez igualmente um balanço muito positivo da 20.º edição do BTT DHI.

“A reação à pista foi muito positiva”

Correu tudo muito bem, não houve acidentes, ninguém se magoou e assistimos a uma prova interessante, com todos os atletas a lutarem pelos melhores tempos”, referiu o dirigente lembrando adiantou que “já organizamos esta prova há 20 anos e queremos continuar a organizá-la porque temos aqui boas condições para este tipo de provas. De resto, o protocolo que temos com a Associação de Ciclismo do Minho tem corrido bem e é para continuar”.

Este ano a ACRAP viu-se obrigada a reformular a pista de Down Hill: “um dos terrenos mudou de proprietário e ele decidiu não nos dar autorização para o usar. Tivemos que reformular a pista, mas penso que arranjamos uma boa solução e os ciclistas não saíram a perder. A reação à pista foi muito positiva”.

BTT DHI
Rui Teixeira

Rui Teixeira foi o grande vencedor da tarde

Rui Teixeira (Bike House DH Tem/Guimarães) foi o grande vencedor da tarde na categoria de elites. O atleta do clube vimaranense averbou os dois melhores tempos da estreia da remodelada pista da ACRAP. Na manga de qualificação Rui Teixeira obteve o registou de 2:33:34m e na manga de classificação conseguiu retirar quase dois segundos, fixando o tempo em 2:31:90.

Com estes tempos, Rui Teixeira venceu o 20.º BTT DHI ACRAP em elites, deixando na segunda posição o seu colega de equipa, Filipe Silva (2:35:76) que, mesmo assim, conquistou em Prozelo o título de Campeão do Minho de BTT DHI – Cision de 2019. Na terceira terminou David Martins (Linhas Afemar/Casa Myzé Team).

Ana Leite

Ana Leite partiu já com o título de Campeã do Minho

Em Femininos, Ana Leite (AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde), partiu para a prova de Arcos de Valdevez já com o título de Campeã do Minho assegurado, mas mesmo assim, não deu qualquer hipótese à sua adversária. A atleta minhota efetuou o trajeto da prova em 3:27.80, deixando a espanhola Paula Seoane (BarbanzaBike C.) em segundo a quase um minuto de diferença.

Sobre a prova de domingo, Ana Leite referiu que “correu muito bem. Fiz uma prova descontraída, o traçado também era acessível, por isso, foi uma tarde tranquila”. “É pena que a competição feminina tenha poucas atletas. Era bom que aparecesse mais meninas para dar maior competitividade ao campeonato”, afirmou a atleta que vive em Guimarães e que tem agora os seus objetivos centrados no Enduro.

BTT DHI
João Batista

Juniores

“O balanço que faço desta prova é positivo” João Batista

João Batista (Bike House DH Team/Guimarães) partiu para a prova de Prozelo com o título de Campeão do Minho garantido, conseguindo em Prozelo o segundo melhor tempo na manga de qualificação (2:36.63) e o triunfo na manda final, apesar de uma pequena saída de pista. Na segunda posição ficou Pedro Fernandes (Desportivo Jorge Antunes) e em terceiro Jacobo Rodrigues (Maceda CC).

João Batista iniciou a prova de Prozelo com o título minhoto assegurado mas, mesmo assim, deu tudo para vencer a prova de Arcos de Valdevez: “o balanço que faço desta prova é positivo. A qualificação correu muito bem, fiz uma descida segura. Na descida final sai de pista e atrasei-me uns segundos mas consegui vencer em juniores, apesar de ter como objetivo vencer à geral.

Quanto ao futuro, o atleta de Guimarães já se encontra focado na próxima época: “vou começar a preparar a nova época. Quero participar no Campeonato do Mundo, na Taça do Mundo, no Campeonato Nacional e na Taça de Portugal, bem como nas provas do Minho. Vou começar a pré-época para estar bem preparado pois quero fazer a melhor classificação possível”.

BTT DHI
Rui Freitas

Cadetes

Rui Freitas (Desportivo Jorge Antunes) brilhou na prova de Cadetes. O atleta da equipa vizelense venceu a prova de Prozelo e sagrou-se Campeão do Minho, relegando para o segundo lugar o até então líder Luís Cunha (Bike House DH Team / Guimarães). Rui Freitas venceu a manga de classificação com o tempo de 2:40.93m, menos 10 segundos que Luís Cunha, enquanto Roi Jorge (Ciclosquintena C) foi terceiro classificado.

A prova correu muito bem, venci a minha categoria e fiz o oitavo tempo da geral. Entrei para esta prova com o objetivo de ganhar o Campeonato do Minho e consegui. Estou muito contente”, disse Rui Freitas acrescentando que “para o ano a luta vai ser mais dura, pois subo a Júnior e aí há mais concorrência e os adversários são muito fortes”.

Master 30

Manuel Bessa (BTT Pandilhas a Monte) foi o melhor em Master 30 e confirmou a vitória no Campeonato do Minho, deixando na segunda posição o seu colega de equipa Pedro Bessa, enquanto Rui Silva (Bike House DH Team / Guimarães) foi terceiro.

BTT DHI

Master 40

O espanhol Miguel Davila (Traviesas CC) ganhou em Master 40, deixando nos lugares imediatos Maurício Conceição (Maiatos) e António Cunha (BTT Pandinhas a Monte).

Master 50

Antero Oliveira (Bike House DH Team / Guimarães) foi o melhor em Master 50, tendo realizado o tempo de 3:03.99, assegurando em Prozelo mais um título de Campeão Minhoto.

Vertente de promoção

Na vertente de promoção destacou-se Rafael Gomes, enquanto Eduardo Ferreira foi segundo e Rui Ferreira terceiro.

Por equipas, a Bike House DH Team/Guimarães venceu o 20.º BTT DHI ACRAP, enquanto o BTT Pandilhas a Monte, que é o novo Campeão do Minho, terminou em segundo e o Desportivo Jorge Antunes foi terceiro.

“BTT DHI ACRAP já é uma prova tradicional em Prozelo”

Martinho Pedreira, Presidente da Junta de Freguesia de Prozelo, lembrou no final da competição que “o BTT DHI ACRAP já é uma prova tradicional em Prozelo, realizando-se há 20 anos e com créditos firmados no panorama do BTT Down Hill”. “Estas provas são muito importantes quer para a freguesia, quer para o próprio concelho porque nós apostamos no turismo e no turismo de natureza. Temos excelentes condições para a prática de todas as variantes do BTT”, lembro o autarca referindo que “a prova correu muito bem, tivemos aqui bastante gente a assistir. O tempo também ajudou, não fez calor, nem choveu, o que permitiu que os atletas fizessem uma boa prova”.

O presidente da Junta de Freguesia de Prozelo disse ainda que “este tipo de eventos são para continuar, a ACRAP está a fazer um bom trabalho e a Junta tem apoiado dentro dos possíveis, também temos tido o cuidado de fazer a manutenção da estrada, embora a chuva que veio recentemente tenha anulado o nosso trabalho, mas fazemos o que podemos para ajudar”.

Gala de Encerramento da Época Desportiva

Recorde-se que os prémios finais dos Campeonatos do Minho e da Taça do Minho de Ciclismo de Estrada serão entregues na Gala de Encerramento da Época Desportiva de 2019, agendada para o dia 23 de novembro (Auditório da Universidade do Minho – Campus de Azurém – Guimarães), em que também serão homenageados os atletas minhotos que se sagraram Campeões Nacionais em 2019 e que conquistaram resultados de relevo a nível internacional.

Texto: ACM – Associação de Ciclismo do Minho
Fotos: Jorge Almeida

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta