Casa Pia vence a sua 5ª Supertaça

A Época de 2014 iniciou-se com a disputa da Supertaça “Fernando Gaspar”, no dia 1 de Fevereiro na Salão Nobre do Grupo Sport Chinquilho Cruzeirense no Alto da Ajuda, Concelho de Lisboa, onde se opuseram o Campeão Nacional de 2013, o Clube Musical União, contra o Vencedor da Taça de Portugal, a Casa Pia Atlético Clube.
O Salão Nobre do Grupo Sport Chinquilho Cruzeirense foi pequeno para receber mais de meia centena de apoiantes de cada uma das duas instituições em competição, apoiantes do atleta e agora treinador Hugo Passos, como a sua Escola de Luta, como os seus colegas e amigos da Associação Portuguesa de Surdos e estiveram também, os alunos da Academia Naré Fighters a apoiar o seu Mestre, o atleta João Naré.
Compareceram também, muitos dos Dirigentes das Lutas que quiseram prestar Homenagem a Fernando Gaspar, bem como assistir à disputa deste troféu, esteve presente o Presidente da Federação, Pedro Silva, bem como os seus Vices, o Luís Catita, a Carla Amaral e o cantor João Pedro Pais, esteve também o Presidente do Chinquilho Cruzeirense o Rui Passos com a restante Direção, Presidente da Associação de Lisboa o Luís Alves, João Vitor Costa do Mundo da Luta Olímpica, entre muitas outras individualidades que gostam desta nobre modalidade olímpica.A competição decorreu com um forte embate entre estas duas equipas, onde a Supertaça poderia decair para ambos os lados, com a disputa de um combate decisivo. O CMU apresentou a equipa Campeã Nacional, enquanto a Casa Pia apresentou o seu novo treinador. As Equipas alinharam da seguinte forma:
Clube Musical União da Associação de Lisboa
Treinador – Mário Lopes, Rui Soares
Equipa: Adrian Roman, Zoltan Scholle, João Pina, Miguel Leirão, Nélson Gonçalves e Nuno Pina
Casa Pia Atlético Clube da Associação de Lisboa
Treinador – Hugo Passos
Equipa: João Carvalho, Rúben Moniz, Hugo Passos, João Naré e João GastãoEm termos de competição, o encontro disputou-se em duas mãos, em vertente de Livre Olímpica e em Greco Romana, com a instituição que ganhar mais combates/pontos técnicos seria a justa vencedora.
A competição iniciou-se com um 2-2, devido à Falta de Comparência (termo técnico) de um atleta em duas categorias, o União não apresentou um atleta nos 66Kg e a Casa Pia tinha o Rúben Moniz e nos 98Kg o CMU apresentou Nélson Gonçalves e o Nuno Pina sem nenhum opositor dos Gansos.
Os primeiros combates terminaram com um empate, onde à partida iria ser bastante renhido, onde o ex-internacional Romeno o Adrien Roman é muito forte em Livre e o Internacional Português o João Carvalho é igualmente forte na Greco Roman, assim cada um venceu a sua vertente e o resultado ficou 3-3.
Os próximos combates, impulsionaram a Casa Pia para a frente do marcador, já que o próximo lutador era o internacional Hugo Passos. O mesmo enfrentou os lutadores João Pina em Greco Romana e o Zoltan Scholle em Livre Olímpica, tendo este último fazer uma boa replica e feito “suar” o Tetracampeão Surdolímpico.
Com a partida a 3-5, os próximos embates teriam muita importância para definir o vencedor desta Supertaça. Foram os combates com mais emoção e onde se fez pensar que, qualquer clube poderia sair vencedor. O União apresentou o lutador Miguel Leirão, contra os Gansos João Gastão e João Naré. O primeiro combate foi ganho pelo Leirão frente ao Gastão em Greco Romana e a partida foi para os 4-5. O seguinte em Livre Olímpica, Leirão tinha que vencer o João Naré, que além desta modalidade ele é especialista em MMA (Mixed Marcial Arts) já que é lutador e em 2013, no Brasil consagrou-se Campeão InterContinental e ainda tem uma Academia intitulada por “Naré Fighters”. Este foi um dos combates mais emotivos e disputado, tendo ambos os lutadores colocando as costas do seu adversário perto do Assentamento de Espáduas, mas no final a experiência de Naré, valeu o ponto decisivo para a vitória da Casa Pia.
No final grande festa da equipa de Belém por 4-6 e assim volta a levantar a sua 5ª Supertaça contra a vencedora das anteriores duas!
A Equipa de Arbitragem que orientou todos estes combates foi constituída pelos Árbitros Internacionais João Costa e Rui Marta com os Nacionais Eugénio Bernardes e Frederico Bastos.

Parceiros

Deixe uma resposta