Coluna Dto
Coluna Esq

Ciática como se pode evitar?

O que significa “ciática”, que muitas vezes deixa as pessoas com dores na zona lombar e que apanha uma ou duas pernas?

Que dor é esta que ao agachar não consigo voltar à posição vertical?

Ciática
Yoga Terapia

São estas e muitas outras que as pessoas fazem e não percebem o porquê de ficarem assim. Muitas das vezes são movimentos simples e com pouco peso que tem como resultado a redução da mobilidade.

Vertebras lombares e discos intervertebrais

A região lombar é constituída por 5 vértebras lombares das 24 vértebras que constituem a nossa coluna vertebral.

Ciática
Vértebra Lombar

Todas as vértebras lombares são móveis tendo como movimentos anteriorização, posteriorização e rotação lateral. Existe um limitador desses movimentos, o disco intervertebral.

O disco intervertebral é composto por anel fibroso (parte externa) e o núcleo pulposo (parte interna), e tem um aspecto gelatinoso capaz de amortecer cargas e pressões ao longo da coluna vertebral.

Disco

Nervo Ciático

CiáticaO nervo ciático é o principal nervo dos membros inferiores, é este que envia a informação do nosso cérebro até às nossas pernas.

Ele controla as articulações do quadril, joelho e tornozelo, assim como os músculos posteriores da coxa e os músculos da perna. Além disso, o mesmo tem a função de conduzir as sensações das pernas, como dor, relaxamento, dormência, etc.

O nervo ciático tem origem na vértebra L4 e L5 e também no sacro. Este nervo possui uma grande extensão, até ao halux (dedo maior do pé), e deriva em vários nervos que irão radiar informação pela parte anterior, posterior e lateral do membro inferior.

O que é a ciática?

Ao longo da nossa vida, vamos tomando posições, posturas, esforços que vão colocando a nossa coluna vertebral sobre tensão.

Os discos vão absorvendo esses esforços e impactos ao longo da vida, tendo como resultado não imediato o facto de os discos começarem a ceder e a sair do seu espaço por estarem sobre pressão.

Dor sentado na cadeira

Quando esta situação ocorre, os espaços entre as vertebras serão menores, poderá existir a compressão dos nervos inter-verterbrais. Quando esta situação ocorre entre as vertebras L4 e S2 irá comprimir o nervo ciático e irá existir dor na região lombar e consoante a pressão irá sentir ao longo do membro inferior.

Quanto mais pressão existe mais longe irá chegar a dor sobre o membro. E porque é que só apanha um lado? Isto acontece dependendo para que lado sai o disco e que lado da raíz nervosa seja comprimida.

Quando um episódio destes acontece, o nosso cérebro actua dando informação aos músculos da região lombar afectada que comprimem e estabilizam, provocando a sensação de dor. A pessoa fica assim limitada a determinados movimentos e posturas.

Posturas

Como evitar a Ciática?

A ciática pode ser evitada tendo em atenção alguns pormenores ao longo do seu dia-a-dia e da sua vida, tais como:

 Evitar más posturas sentado, de pé e deitado.
 Ao apanhar objectos ou levantar pesos, não fazer a força com o tronco mas sim com as pernas.
 Exercício físico controlado e sempre executado com a máxima postura e técnica.
 Evitar o excesso de peso. O peso é suportado pela coluna, e se mantivermos o peso controlado e dentro dos padrões podemos evitar esforços adicionais para a coluna.
 Evitar movimentos bruscos e vários movimentos ao mesmo tempo.
 Manter a região lombar bem protegida contra factores externos, tais como, frio e humidade.
 Ter atenção ao tipo de calçado que se usa no dia-a-dia como por exemplo o salto alto. O salto irá provocar alterações posturais que poderão trazer consequências futuras.
 Evitar o excesso de carga física para o corpo, não fortalecer somente uma região do corpo. Ao fim de um treino, terminar com alongamento para que o corpo possa voltar ao seu estado normal.

Estes são alguns dos conselhos que podem fazer a diferença no futuro e evitar episódios de dor. Se já teve algum episódio de ciática, estes conselhos também são importantes para si, evitando futuros episódios.

Ciática

Como tratar ciática?

A ciática tem várias formas de tratamento quer ao nível cirúrgico, fisioterapia, administração de fármacos, ou através de medicinas alternativas.

Por vezes, a medicina convencional não consegue dar resposta a casos de determinadas pessoas. Nas medicinas alternativas existem várias técnicas que conseguem dar resposta há maioria dos casos, mas como tudo na vida, se não acreditarmos no profissional e não corrigirmos alguns erros na nossa vida irá ser difícil que qualquer tipo de método resulte.

A Organização Mundial de Saúde expressa o seu parecer que Acupuntura é um método muito eficaz no alívio da dor.

O Acupuntor ao inserir uma agulha no corpo irá activar o Sistema Nervoso Central (cérebro) que um objeto estranho está a invadir o corpo, activando assim o mecanismo defesa, aumentando a circulação sanguínea e linfática.

Assim os músculos irão ser estimulados e levando ao seu relaxamento muscular. Por outro lado, a inflamação irá diminuir ao longo das sessões diminuindo as dores.

Os alongamentos e massagem iram restabelecer as posições dos músculos no seu estado de relaxamento e diminuindo a pressão que existe entre as vertebras afectadas. Diminuindo essa pressão, irá existir menos compressão do nervo ciático que irradia a dor ao longo do membro inferior.

Quando se trata de um episódio de crise de ciática somente um tratamento não irá ser suficiente, deverá ser um processo continuo até diminuição das manifestações iniciais.

Após a crise de ciática passar, devemos ter em atenção alguns pormenores:

Joaquim Ribeiro Acupumed Fazer com regularidade tratamentos para evitar episódios de ciática;
 Exercício físico para aumentar o metabolismo do corpo, fortalecimento muscular. Bons exercícios para a zona lombar será o yoga, pilates, exercícios abdominais e lombares com auxílio de um profissional.
 Evitar o aumento de peso corporal;
 Evitar más posturas;
 Evitar locais húmidos e muito frio.

Visualize também

Como tratar Tendinite pata de ganso

Fadiga Muscular o que é ? O que a provoca?

Acupuntura – Benefícios para o Desporto

 

Texto / Fotos: Joaquim Ribeiro (Terapeuta) – Acupumed

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta