Cyclin’Portugal Algarve estende-se ao Sudoeste e Costa Vicentina

A edição de 2015 do programa Cyclin’Portugal Algarve termina no próximo fim de semana com a realização, sábado e domingo, do 7.º Grande Prémio Liberty Seguros – Troféu do Sudoeste e Costa Vicentina.

A corrida, pontuável para o ranking europeu, tem duas etapas e um total de 394,9 quilómetros. O tiro de partida será dado em Sines, às 10h50 de sábado. Na primeira etapa o pelotão vai rolar ao longo de 207,3 quilómetros, terminando a viagem em Vila do Bispo, cerca das 15h40. A primeira passagem pela meta está prevista para as 14h30. Uma contagem de montanha de terceira categoria, apenas a 31,3 quilómetros do final é o último obstáculo a ultrapassar pelos homens rápidos numa jornada em que se espera que os sprinters tenham uma palavra a dizer.

A segunda etapa tem partida (10h50) e chegada (15h15) em Odemira. Os corredores terão pela frente 187,6 quilómetros, num traçado mais ondulado do que na véspera, propício para os corredores todo o terreno tentarem a sua sorte.

O 7.º Grande Prémio Liberty Seguros – Troféu do Sudoeste e Costa Vicentina será disputado por 22 equipas, oriundas de nove países: Portugal, Equador, Estados Unidos da América, Grã-Bretanha, Letónia, Noruega, Polónia, Rússia e Suécia.

Equipas Participantes
Portugal: Efapel, Anicolor, CC José Maria Nicolau, LA Alumínios-Antarte, Liberty Seguros/Carglass, Louletano-Ray Just Energy, Maia/Ribeiros Bike Shop, Moreira Congelados/Feira/KTM, Rádio Popular-Boavista, Sicasal/Constantinos/UDO, Team Tavira e W52-Quinta da Lixa.
Equador: Team Ecuador
Estados Unidos da América: Axeon, Optum p/b Kelly Benefit Strategies e Seleção Nacional
Grã-Bretanha: Zappi’s
Letónia: Rietumu-Delfin
Polónia: ActiveJet
Noruega: Team FixIT.No
Rússia: Lokosphinx
Suécia: Blitz/Merida

O Cyclin’Portugal Algarve, em termos competitivos, arrancou com a Volta ao Algarve, prosseguiu com a Clássica Loulé Cidade Europeia do Desporto e com o Troféu Alpendre Internacional do Guadiana, terminando com o 7.º Grande Prémio Liberty Seguros – Troféu do Sudoeste e Costa Vicentina.

Ao longo destas quatro competições, o sul do país recebeu 25 equipas estrangeiras, de três continentes e de 13 países diferentes: Alemanha, Bélgica, Cazaquistão, Equador, Espanha, Estados Unidos da América, Grã-Bretanha, Holanda, Letónia, Noruega, Polónia, Rússia e Suécia.

O balanço da primeira edição é extremamente positivo. Foi alcançado o objetivo estratégico de afirmar o sul do país como destino para a prática de ciclismo, tendo sido geradas milhares de dormidas, dinamizando-se a economia regional, combatendo-se a sazonalidade. Fundamentais para este balanço económico foram também os dois eventos de massas do Cyclin’Portugal Algarve – Algarve Granfondo e Algarve Bike Challenge.

Desportivamente, o Cyclin’Portugal Algarve tem-se caraterizado por corridas de elevada qualidade, contribuindo para o incremento do ritmo competitivo das equipas portuguesas, que, certamente, irá revelar-se proveitoso, a médio prazo, nas participações internacionais destes coletivos.

Texto e foto de: F.P.C

Parceiros

Deixe uma resposta