EDP Grande Prémio de Natal está esgotado

EDP Grande

A prova mais natalícia da capital portuguesa, o EDP Grande Prémio de Natal realiza-se já no próximo domingo.

Com partida em Benfica e meta nos Restauradores, esta corrida mantem o seu cariz popular, mas promete mais uma vez uma interessante vertente competitiva, entre atletas da elite nacional, representantes de diferentes clubes desportivos.

Leia também

Hô, Hô, Hô, …vem aí o EDP Grande Prémio de Natal

Texto / Fotos: Maratona Clube de Portugal

EDP Grande Prémio de Natal promove a modalidade e o exercício físico

Depois de um ano de interregno, devido à pandemia, fico especialmente satisfeito por podermos voltar a organizar esta corrida e por termos esgotado as inscrições.

O Maratona Clube de Portugal organiza o EDP Grande Prémio de Natal, desde 2015, em parceria com a Associação de Atletismo de Lisboa e com o patrocínio da EDP.

É com muita satisfação que o Maratona Clube de Portugal promove a modalidade e o exercício físico, através desta corrida.

O percurso é magnífico, percorre algumas das artérias mais bonitas do “coração” de Lisboa.

É sem dúvida uma corrida singular, com muita história e uma boa forma de entrar na época natalícia”, afirma Carlos Moia, Presidente do Maratona Clube de Portugal.

EDP Grande

Especial nota para as presenças masculinas de Rui Pinto, Fernando Serrão e Miguel Borges, do Sporting, e ainda de Hermano Ferreira, do AR Ceasaense.

No pelotão feminino destacam-se as participações Sara Moreira (Sporting) e das atletas Solange Jesus e Susana Godinho, ambas do Feirense.

Entre os atletas de elite inscritos, apenas quatro já venceram a tradicional prova da capital: Sara Moreira por duas ocasiões (2015 e 2017) Hermano Ferreira (2012) e Andralino Furtado (2018).

Levantamento de KITS dos participantes

O levantamento dos kits de participação é feito na SportExpo, que se realiza no Museu da Eletricidade, sito na Avenida Brasília, próximo da estação fluvial de Belém, em Lisboa, entre as 10:00 e as 20:00, até amanhã dia 11 de dezembro.

Em conformidade com o plano de contingência, acordado com as autoridades, para o levantamento dos kits será necessário apresentar o comprovativo de inscrição com o número de dorsal (PDF enviado por email) e também o certificado de vacinação/recuperação ou um teste negativo, válido à data da prova.

Os testes poderão ser antigénios (válidos 48 horas) ou PCR (válidos 72 horas), mas têm que ser válidos à data da prova e acompanhados de um documento oficial com o resultado negativo.

Não são aceites testes rápidos feitos pelos próprios atletas.

O levantamento de kits deverá ser preferencialmente feito pelo próprio participante.

No entanto, podem ser levantados por terceiros, desde que sejam apresentados, além do comprovativo de participação, também o certificado de vacinação/recuperação ou o teste negativo válido, de todos os participantes.

Parceiros

Deixe uma resposta