Frederico Figueiredo fecha pódio nas Aldeias do Xisto

Frederico Figueiredo

Frederico Figueiredo, corredor da Equipa Profissional de Ciclismo EFAPEL, fechou hoje o pódio da quarta edição da Clássica Aldeias do Xisto.

Uma bela exibição da equipa, que chegou a colocar Rafael Reis na fuga do dia, culminando todo o trabalho realizado com a chegada do trepador da formação de Águeda em 3.º lugar ao Alto do Fajão.

A corrida que assinalou o Dia da Liberdade apresentou-se com um traçado muito exigente, de sobe e desce pela Serra do Açor, debaixo de chuva intensa e frio ao longo dos 142,1 km que ligaram Benfeita, no concelho de Arganil, à Aldeia do Fajão, Pampilhosa da Serra.

Texto / Fotos: EFAPEL

Página da equipa.

Uma bela exibição dos ciclistas da EFAPEL

Com as condições meteorológicas a dificultar a vida ao pelotão, o uruguaio Mauricio Moreira sofreu uma queda que o levou ao abandono, por ter fraturado a clavícula. Os 100 km iniciais foram percorridos a bom ritmo, não propiciando a formação de fugas. Foram as três contagens de montanha dos últimos 40 km que trouxeram as emoções fortes. Logo na primeira, em Cerdeira, um grupo de dez unidades escapou para a frente, onde esteve o corredor da EFAPEL Rafael Reis.

A decisão da corrida começava a ganhar corpo, sobretudo com a chegada do segundo prémio de montanha, em Cêpos, uma contagem de 1.ª categoria que gerou movimentações importantes ao colocar atletas em posição avançada. Frederico Figueiredo foi um deles, aproveitando para “saltar” para a cabeça de corrida, onde apenas já só restavam dois fugitivos. Foi ele o primeiro a atacar a última montanha, uma escalada de 2500 metros que terminava na meta.

Frederico Figueiredo

Frederico Figueiredo fecha pódio da 4.ª Clássica Aldeias do Xisto

À entrada dos últimos 200 metros, Frederico Figueiredo disparou, mas acabou por ser Jóni Brandão (W52-FC Porto) a impor-se, deixando o trepador da EFAPEL a escassos 5 segundos da vitória.

Agradeço a toda a equipa o trabalho feito para me levarem nas melhores condições para a disputa da corrida”, avançou Frederico Figueiredo, que lamentou a queda de Maurício Moreira, tendo a EFAPEL ficado em desvantagem para as outras equipas.

No final era uma questão de sorte, podia ganhar qualquer um.

Estivemos na luta e para a semana voltamos e esperamos estar na disputa de novo.

Esperamos continuar neste registo”, finalizou.

EFAPEL
Rúben Pereira Diretor Desportivo da EFAPEL

Rúben Pereira, diretor desportivo da EFAPEL, disse que esta “foi uma corrida bem disputada, onde toda a equipa esteve bem.

Tivemos a infelicidade da queda de Maurício, que tirou estabilidade à equipa.

Mas todos estiveram bem e dignificaram os patrocinadores, estamos a marcar um bom inicio de época, a entrar com o pé direito”.

4.ª Clássica Aldeias do Xisto
Benfeita (Arganil) – Fajão (Pampilhosa da Serra) » 142,1 km

Classificação Geral Individual
1.º Jóni Brandão (W52-FC Porto), 03h43m08s
3.º Frederico Figueiredo (EFAPEL), a 05s
14.º Luís Mendonça (EFAPEL), 02m00s
15.º Javier Moreno (EFAPEL), a 02m02s
20.º Rafael Reis (EFAPEL), a 04m47s
50.º Karel Hník (EFAPEL), a 10m53s
OTL António Carvalho (EFAPEL)
OTL Fábio Fernandes (EFAPEL)

Classificação Geral Equipas
1.ª W52-FC Porto, 11h10m11s
3.ª EFAPEL, a 03m20s

Classificação Geral Montanha
1.º Ricardo Vilela (W52-FC Porto), 6 Pontos
2.º Frederico Figueiredo (EFAPEL), 6 Pontos

Parceiros

Deixe uma resposta