Privacy Policy Page
Privacy Policy Page
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Helena Mendes, desmistificar o papel da mulher

Para além da jogadora Joana Resende, das árbitras Marta Sá e Vânia Sá, também Helena Mendes, ex-atleta internacional, aceitou o convite para ser Embaixadora deste projeto, no arquipélago da Madeira, onde reside.

O Andebol4Girls é um projeto que nasce de uma parceria com a Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade e a Federação de Andebol de Portugal e surge da preocupação em diminuir a diferença existente na participação de mulheres e homens nas diversas áreas de intervenção desportiva na modalidade.

Embaixadora do Andebol4Girls, no arquipélago da Madeira

Para além da jogadora Joana Resende, das árbitras Marta Sá e Vânia Sá, também Helena Mendes, ex-atleta internacional, aceitou o convite para ser Embaixadora deste projeto, no arquipélago da Madeira, onde reside.

Ao receber o convite para ser uma das caras do Andebol 4 Girls, Helena Mendes afirma: “Senti um orgulho enorme por fazer parte de um leque de mulheres que se têm evidenciado de diferentes formas no andebol nacional e internacional, onde cada uma, com as suas funções, tenta de alguma forma desmistificar o papel da mulher no desporto e na sociedade”.

Ex-jogadora internacional, representou Portugal por mais de cem vezes e foi uma das primeiras atletas a jogar na Madeira enquanto semi-profissional, como contra a própria: “O Andebol surge por acaso quando tinha 14 anos e foi através de uma ex-jogadora sénior do CDUL – o meu 1º clube – que, numa colónia de férias, viu em mim algumas qualidades físicas e técnicas e convidou-me para ir experimentar! Antes tinha praticado atletismo e basquetebol, através do desporto escolar e judo”, onde chegou a ser federada.

Com 17 anos, fui convocada pela 1ª vez para a seleção nacional de juniores para a Taça Latina e com a desistência de uma jogadora pivot, acabo por ser chamada no mesmo ano à Seleção Nacional de seniores e consegui realizar 127 jogos internacionais ao longo da minha carreira desportiva”, revela.

Nesse ano transferi-me para o Paço D´Arcos e passados 2 anos, juntamente com a Judite Paris e a Cristina Raimundo, mudamos para o Club Sports da Madeira e tornámo-nos assim as primeiras jogadoras a virem para esta região num regime de semi-profissionalismo – entrei nesse ano na Universidade”, recorda a ex-atleta da Seleção Nacional.

Helena Mendes
Foto da página do facebook de Helena Mendes

Helena Mendes, uma carreira de jogadora aos 30 anos

Helena Mendes colocou um ponto final à carreira de jogadora aos 30 anos, ao serviço do Madeira Sad; no entanto, continua profundamente ligada ao Andebol, acumulando várias funções do lado de fora do campo: “Há cerca de 7 anos e depois de vários anos ligada ao Club Sports da Madeira nos femininos, criei e iniciei o projeto do Andebol federado na minha escola e do qual fazem parte os meus filhos, que me motivam todos os dias para conseguir ser diretora da modalidade, coordenadora técnica, treinadora de 2 escalões, motorista, 2ª mãe e essencialmente amiga e conselheira de todos!

Helena Mendes representa o Andebol 4 Girls na Madeira e quer ser um exemplo para todas as mulheres: “Gostaria que todas as mulheres que praticam desporto, não sentissem que, o facto de serem mulheres, as impeça de alcançar elevados patamares desportivos. Espero ser um exemplo de alguém que conseguiu realizar-se nas diversas áreas da vida, desde a desportiva, profissional, pessoal e familiar”, sublinha.

 

DESPORTO – Um caminho para a Afirmação e Empoderamento da Mulher!

A convite da Secretaria Regional da Inclusão Social e Cidadania, através do Serviço de Igualdade de Género, em parceria com a Direção Regional de Juventude e Desporto, Helena Mendes foi uma das oradoras do Seminário “DESPORTO – Um caminho para a Afirmação e Empoderamento da Mulher!”, realizado no dia 9 de março, com o propósito de comemorar o Dia Internacional da Mulher, tendo sido esta a primeira iniciativa enquanto Embaixadora do Andebol 4 Girls.

Helena Mendes

Já temos também algumas escolas interessadas na divulgação do projeto junto da comunidade educativa com o objetivo de aumentar o número de equipas femininas no desporto escolar, aumentar o número de praticantes femininos a nível de atletas federados, dirigentes, treinadoras e árbitras”, revela.

Helena Mendes espera que o Andebol 4 Girls promova as mulheres no Desporto muito além da ilha da Madeira: “Apesar da Região Autónoma da Madeira ser das zonas do país onde mais mulheres praticam andebol, espero que este projeto sirva para promover e valorizar cada vez mais a participação e integração da mulher no desporto em todas as áreas de intervenção”.

Helena Mendes

Texto: Federação Portuguesa de Andebol

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta