Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Inês Domingues de Prata na estreia de WTOC em Portugal

Realizou-se onte em Cidral e S. Pedro Vir-A-Corça, Idanha-a-Nova a prova de TempO, inserida no WTOC 2019, a estreia de Portugal na organização, que se viu coroada com a prata obtida pela portuguesa -Inês Domingues.

TempO é o mais inclusiva modalidade do Campeonato do Mundo

O evento de TempO é o mais inclusivo do Campeonato do Mundo, porque coloca os atletas da classe open e classe paralimpica em igualdade e a classificação é geral.

Da parte da manhã realizou-se a qualificatória em Cidral e da Parte da tarde a final em S. Pedro Vir-A-Corça.

A seleção Nacional alinhou com Inês Domingues, Edgar Domingues, João Pedro Valente e Cláudio Tereso.

Dos 4 representantes lusos só Inês Domingues conseguiu o passaporte para a final ao conseguir a 11ª posição na sua série de qualificação com 334 segundos.

A cereja ao cimo do bolo alcançada por Inês Domingues

A grande final em S. Pedro Vir-A-Corça consagrou Inês Domingues com a medalha de prata só perdendo para a favorita a Sueca (Marit Wiksell).

Inês Domingues a estrela Portuguesa que por duas vezes tinha conseguido diplomas (lugares nos seis primeiros de Europeus e Mundiais) na prova de TempO, não desperdiçou a oportunidade de medalha num Mundial, que se realizou pela primeira vez em terras lusas, e foi coroado com uma fabulosa medalha de Prata.

E OPraticante.pt esteve à conversa com a Inês Domingues que nos confessou “Não sabia se conseguiria ir à final pelos terrenos difíceis e alto nível dos adversários, mas consegui manter a concentração e ser apurada.
A prova correu-me bem. Não ia muito nervosa, portanto consegui não cometer muitos erros e resolver rapidamente os desafios.

Durante a prova não fazia ideia da classificação que iria ter. Tentei apenas fazer o meu melhor e não ficar muito nervosa porque neste tipo de provas isso pode afetar muito a quantidade de erros que cometemos. Tentei desde o início manter a calma e responder de maneira certeira aos desafios, levando o menor tempo possível para o fazer. Acabei por conseguir ser rápida a resolver todas as estações e cometi apenas 3 erros no total das 8 estações (com 5 desafios cada) da final de TempO.

 

“No final a expectativa era grande”

Assim que acabei a prova, vi os resultados até ao momento, sendo que na altura me encontrava em primeiro lugar. Não achei que conseguisse manter aquela posição, contudo foi possível perceber desde logo que muitos dos restantes atletas estavam a cometer muitos erros durante as suas provas e a demorar pelo menos tanto tempo como eu a resolver os desafios.

No final a expectativa era grande, havia a dúvida se conseguiria manter o segundo lugar ou ficaria em terceiro, mas o atleta finlandês cometeu dois erros na última estação caindo para terceiro lugar.

É como sempre um orgulho enorme poder representar Portugal, especialmente no primeiro campeonato do mundo que se disputa cá em Portugal, e um orgulho ainda maior poder levar para casa uma medalha.

Os melhores resultados anteriormente foram um 7° no europeu do ano passado e em 6° no mundial do ano passado

Resultados:

1ª Marit Wiksell – SWE – 294 segundos
2ª Inês Domingues – POR – 347 segundos
3º Antti Rusanen – FIN – 368 segundos
4º Pavel Ptacek – CZE – 380 segundos
5º Tomas Lestinsky – UKR – 389 segundos

Resultados completos.

Texto: Fernando Costa / Henrique Dias
Fotos: Duarte Gonçalves

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta