Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Jhonatan Chaves, colombiano conquista Guimarães

O colombiano Jhonatan Chaves (Team Ingenieria de Vías/Monsalud) ganhou ontem a primeira etapa em linha do 31º Grande Prémio do Minho Júnior, impondo-se em solitário em Santo Antonino, Mesão Frio, ao cabo dos 69,6 quilómetros, iniciados no centro da cidade de Guimarães.

Etapa não teve tempo para monotonia

A etapa de ontem não teve tempo para monotonia. Logo ao quilómetro 4 atacou um trio de corredores estrangeiros, formado pelos colombianos Alonso Echevarria (Banco Santander) e Jhonatan Chaves (Team Ingenieria de Vías/Monsalud) e pelo belga Joran Wyseure (ACROG/Pauwels Sauzen/Balen BC).

Jhonatan Chaves

A fuga foi progredindo, até a diferença para o pelotão aproximar-se dos dois minutos e meio, obrigando a equipa Bairrada a iniciar a perseguição. Já foi tarde para impedir o sucesso do trio que arrancou do pelotão logo no início.

Os fugitivos entraram na frente na subida de segunda categoria para a meta e bateram-se pela etapa. Jhonatan Chaves triunfou com superioridade, deixando Joran Wyseure a 23 segundos e Alonso Echevarria a 34 segundos. O melhor corredor saído do pelotão foi João Macedo (Bairrada), quarto classificado, a 58 segundos. Na ausência de bonificações, a geral individual tem a mesma configuração.

Jhonatan Chaves

Jhonatan Chaves é o dono de três camisolas

Jhonatan Chaves é o dono de três camisolas: amarela (geral individual – Discover Melgaço), verde (classificação por pontos – Score Tech), e azul (montanha – Arrecadações da Quintã). O melhor júnior de primeiro ano é o colombiano Steven Bayona (Team Ingenieria de Vías/Monsalud) e enverga a camisola laranja (Cision) e Daniel Dias (Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact) é o melhor minhoto (camisola branca – Universidade do Minho). A Team Ingenieria de Vías/Monsalud comanda por equipas.

Segunda etapa em linha

A segunda etapa em linha está marcada para este sábado, tendo partida (13h00) e chegada (15h30) em Vieira do Minho. Teoricamente, é uma jornada difícil mas também de transição, antes da etapa-rainha de domingo (Melgaço – Castro Laboreiro) mas o pelotão júnior é sempre imprevisível.

Destinado ao escalão de juniores e organizado pela Associação de Ciclismo do Minho, em colaboração com a Federação Portuguesa de Ciclismo, o 31º Grande Prémio do Minho conta com um pelotão de cerca centena e meia de ciclistas em representação de 24 equipas, 17 portuguesas, uma belga, uma colombiana e cinco espanholas.

No decurso da etapa, que começará e terminará na Avenida Barjona de Freitas, o pelotão terá que enfrentar uma contagem de montanha em Serradela (14h08) e duas metas volantes à passagem pela meta (13h30 e 14h58).

2ª etapa – Sábado, 27 de julho de 2019

Vieira do Minho > Vieira do Minho – 97 kms

Partida: 13h00 – Avenida Barjona de Freitas (Vieira do Minho)
Chegada: 15h33 – Avenida Barjona de Freitas (Vieira do Minho)

Metas Prémio da Montanha

• Serradela (1ª catª) – Km 43,4 (melhor horário: 14h08)

Metas Volantes

• Vieira do Minho (passagem pela meta) – Km 19,3 (melhor horário: 13h30)

• Vieira do Minho (passagem pela meta) – Km 75,1 (melhor horário: 14h58)

Texto: ACM
Fotos: Marcelo Lopes / ACM

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta