Lisnave, espetáculo fantástico e ímpar

Lisnave

Foto: Luís Timóteo

O espetáculo e a emoção voltaram às antigas instalações da Lisnave, onde milhares de entusiastas pelo automobilismo de competição, assistiram sempre com enorme atenção e interesse, ao evoluir de mais de seis dezenas de participantes, que, nas diversas categorias, lutaram pela vitória com todas os seus argumentos.

Texto: Clube de Motorismo de Setúbal
Fotos: João Da Câmara Manoel / Luís Timóteo

Foto: Luís Timóteo

Milhares de pessoas assistiram ao 3º Almada Extreme Sprint

Divididos pelas categorias de Regularidade, Sprint e Legends, os concorrentes trouxeram ao circuito desenhado nos terrenos da Baía do Tejo, as suas melhores e mais competitivas máquinas, construindo com as suas assistências e muitos espaços de sponsors e publicidade, um “paddock” repleto de interesse, onde marcava igualmente a diferença, um leque diversificado de opções “street food” que fizeram as delícias de todos os presentes.

No capítulo desportivo, se os Legends não tiveram classificação final, sendo apenas para apreciar máquinas como o Audi Quattro, Ford RS 200, Porsche 911, Mazda RX7 e tantos outros, já nas restantes categorias, Sprint e Regularidade, a vitória foi discutida até ao final.

Foto: Luís Timóteo

Os mais regulares, foram a “dupla da casa”, Nuno Veiga / Tânia Duarte, que fizeram tempos sempre entre 2,48.290 e… 2,48.420, marcando no final 50,774, contra os … 51,178 da dupla do Subaru Impreza de Orlando Borges/Sérgio Bento, colocados na 2ª posição.

O 3º posto foi para o fantástico Mitsubishi Colt Evo de Igor Alexandre/Inês Nunes, com 51,625, o que diz bem da luta que os três travaram pelo triunfo nesta categoria.

A categoria Sprint, incluía classificação particular para Históricos e Kartcross e ainda um Desafio PSA (para Peugeot e Citroen) com os Kartcross a serem dominados pelo Semog de Carlos Mateus (este piloto realizou o tempo mais rápido do fim de semana, incluindo todas as categorias – 2.29,230). Nos Históricos a vitória sorriu à dupla Rui Machado/Abílio Machado, a conduzirem de forma sempre espetacular e eficaz o belíssimo Toyota Corolla GT, à frente do Visa de Vasco Paulino e do Toyota Starlet do casal Carlos e Manuela Gonçalves.

Lisnave
Foto da equipa vencedora, pelo piloto vencedor á geral, Gonçalo Boaventura

A geral e o Desafio PSA, foram dominadas por Gonçalo Boaventura, que com o seu Peugeot 106 Rallye, bateu os dois Mitsubishi EVO de Daniel Ferreira/Rodrigo Pinheiro e Carlos Valentim/Luis Ribeiro, com diferenças de pouco mais de um segundo entre eles.

Versão alargada, de show noturno… e de mais espetáculo na Lisnave para 2022

Os destaques deste ano vão ainda para a presença do convidado especial, Jean Louis Clarr.

O campeão francês, que trouxe toda a sua classe para a pista da Lisnave, evoluindo de forma muito rápida no Porsche com as cores do SMAS – Almada, sendo dele o nome do troféu para o primeiro classificado da categoria Sprint.

Para o Troféu Américo Nunes, o grande campeão Nacional de Velocidade e Ralis, já desaparecido, mas representado em Almada pelo seu neto André e pelo lindíssimo Porsche 911 com que obteve a sua derradeira vitória no Rali Rota do Sol 1978 e para uma cobertura alargada de Live Streaming, que levou todas as emoções da AEXS a todos os que não puderam estar presente fisicamente.

Foto: João Da Câmara Manoel

Foi em festa que terminou a 3ª Edição do Almada Extreme Sprint, que o Clube de Motorismo de Setúbal organizou com o apoio da Câmara Municipal de Almada e todos os seus patrocinadores e apoios. Para

2022, vai haver mais com certeza, havendo planos de uma versão alargada, de show noturno… e de mais espetáculo. Esperemos que se concretize, com a ajuda de todos.

Parceiros

Deixe uma resposta