P.I.T.O.? Tantos “tarados” que foram ao P.I.T.O. Trail

Realizou-se o P.I.T.O., mais um dos já emblemáticos Free Trails organizados pelos Pernetas do Clube Atletismo de Lamas, com o apoio da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, da União de Juntas de Freguesia de Canedo, Vale e Vila Maior e do Intermarché de Canedo.

Depois de anos a organizar este tipo de treinos, sempre com nomes muito sugestivos, chegou a vez do P.I.T.O., ou seja, Pernetas International Trail Organization.

Foi o primeiro evento organizado pelos Pernetas depois do inicio da Pandemia o que fez aguҫar ainda mais o apetite em participar.

E OPraticante.pt marcou presença através dos seus atletas Célia Neto e Abilio Fernandes que comentaram a sua participação

Texto: Carlos Cardoso / Pernetas
Fotos cedidas pela organização

P.I.T.O.
Abílio Fernandes e Célia Neto, representantes de OPraticante.pt

Uma prova dramática

P. rova
I. ncrível
T. écnica
O. riginal

Após algumas semanas sempre a receber informações “dramáticas” pelo Facebook, lá fomos nós conhecer o PITO a Canedo.

Na verdade verdadinha foi uma autêntica prova dramática:

  • dramática, pois foi uma prova solidária onde os participantes encheram bem a mercearia social de Canedo.
  • dramática pois foi uma prova sem qualquer custo e ainda conseguiram angariar muita cerveja fresquinha, Coca-Cola, Bifanas e excelentes prêmios para os “tarados” que participaram.
    E nem quero comentar aquelas broas de cacau inesquecíveis do 1o abastecimento!
  • dramática porque todos os participantes levaram para casa uma barrigada de riso e um verdadeiro parte pernas com a subida do Inha ao Camouco.
    Obrigada Carlos Cardoso pela oportunidade de irmos ao PITO, uma prova destas é impossível mesmo dizer que “Não” e espero dia 1 de Maio voltar a encontrar a mesma “Pitarada de taradões” nos trilhos dos Pernetas.” descreveram os nossos representantes.
P.I.T.O.

Tantos “Tarados” no P.I.T.O.

As inscriҫões foram limitadas a 300 por imposiҫão de um protocolo com a entidade de saúde local e como se esperava voaram em menos de 3 dias.

Sendo um evento gratuíto a única contrapartida que se pedia aos participantes era um donativo em alimentos ou produtos de higiene para a D.Mercado, mercearia social da terra que ajuda neste momneto 30 familias necessitadas da região.

P.I.T.O.

As semanas que antecederam o P.I.T.O. foram uma festa por sí só com os Pernetas a animarem a página do facebook dos Trilhos dos Pernetas quase diariamente com histórias à volta da ida ao P.I.T.O. – os inscritos foram chamados de “Tarados”.

Se ainda não conhecem a página, espreitem.

E finalmente chegado o dia, lá estavam quase 300 tarados em Canedo, no estádio das Valadas onde actua o Canedo Futebol Clube (que gentilmente cedeu as instalaҫões para esta festa), para irem ao P.I.T.O..

Depois do dilúvio do dia anterior, S.Pedro foi amigo e deu umas tréguas … tempo ideal para percorrer uns trilhos que estavam no ponto para quem gosta de trail.

Mesmo sendo apenas um treino livre, a organizaҫão tratou tudo como se de uma prova se tratasse.

Entre outros o registo dos participantes era obrigatório e era atribuída uma pulseira numerada que daria acesso a um sorteio e no fim a uma bela de uma bifana e um mini a acompanhar.

O sorteio antecipou a partida para o treino.

Foram sorteados vários prémios, desde produtos de merchandising Pernetas (meias, manguitos, uma Sweat), umas palas da Compressport até aos mais aguardados vibrador, chouriҫo e gel lubrificador.

Afinal estavam ali para ir ao P.I.T.O.

Havia duas distâncias disponiveis, uma mais curta com 10km e ca. de 500m D+ e outra de 20km com quase 1000m D+.

As partidas foram separadas, tendo a malta do longo saído ca. de 5 minutos antes do curto.

Os percursos eram iguais para ambas as distancias nos primeiros 6,5km. Até ao primeiro abastecimento (ca.4,5km) o percurso levou os participantes a percorrer trilhos pela periferia de Canedo, que mesmo sem terem uma grande altimetria, eram em constante sobe e desce e incluiam a primeira passagem obrigatória pela já icónica Ponte dos Pernetas.

P.I.T.O.

Nesse abastecimento esperava-os, além de um bem composto repasto, uma bela e animada equipa das meninas Pernetas.

Depois seguia-se a descida até ao rio Inha, margens que se percorreram juntos até aos 6,5km onde se deu a separaҫão do longo do curto.

Os do longo iriam subir a Serra até ao alto do Camouco … seriam 400m D+ em 4km, algumas picadas com mais de 20% de inclinaҫão, depois até ao Marco dos 4 Concelhos onde encontraram novo abastecimento antes de descerem por estradão quase 5km que permitiam correr e massacrar os anteriores, o que fazia com que a subida ao Pessegueiro que vinha de seguida se fizesse sentir nas pernas.

Depois era voltar novamente pela Ponte dos Pernetas para enfrentar a última subidinha até ao estádio das Valadas de onde tinham partido há poucas horas.

Os “Tarados” do curto

Os “Tarados” do curto, depois da separaҫão com o longo, continuavam mais um km nas margens do rio Inha, tendo que passa-lo por duas vezes.

As chuvas intensas do dia anterior tinham aumentado o caudal do rio que nos últimos dias tinha estado bem calmo.

Mesmo assim foram passagens tranquilas antes de se iniciar o regresso com um bela de uma subida para voltar a chegar ao abastecimento das meninas Pernetas ao km 8.

P.I.T.O.

A parte final levou a malta novamente à Ponte dos Pernetas antes de subir para o estádio do Canedo.

No fim ainda houve uma Bifana e uma mini para cada participante repor algumas das forҫas perdidas.

O ambiente estava óptimo e descontraído, com os “Tarados” satisfeitos com uma manhã de corrida por trilhos bonitos em percursos muito equilibrados mas desafiantes, bem marcados, onde a boa disposiҫão habitual dos Pernetas contagiou os participantes a ajudar na festa.

Notou-se bem as saudades que todos já tinham destas confraternizaҫões que esperemos possam voltar sem limitaҫões num futuro muito próximo.

A solidariedade também se fez e excedeu as expectativas.

Com a contribuiҫão dos “Tarados”, da organizaҫão e do Intermarché de Canedo, angariaram-se quase 3 paletes de bens alimentares que vão encher as prateleiras da D.Mercado e fazer com que algumas das familias mais necessitadas da zona tenham um Natal e fim de ano melhor.

A póxima Pernetada será no dia 1 de Maio 2022, dia dos Trilhos dos Pernetas 4.7, evento adiado desde 2020 por causa da pandemia.

As inscriҫões neste momento estão encerradas, já tem 700 inscritos que transitam de 2020, mas em Janeiro próximo voltam a abrir mais algumas vagas.

O limite previsto são 1000 no total pelo que, se quiserem ir a esta “festa”, não deixem ficar para a última da hora.

Parceiros

Deixe uma resposta