Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Madrid, Lorene Bazolo qualifica-se para os Mundiais

Lorene Bazolo conseguiu ontem no Meeting de Madrid, a qualificação nos 100 metros para os Campeonatos Mundiais de Doha’2019, que se realizam no Qatar.

Lorene Bazolo conseguiu em Madrid a qualificação para os Mundiais de Doha’2019

No decorrer do Meeting de Madrid (no Estádio Vallehermoso, que estreou um novo piso sintético), a portuguesa foi quinta classificada na final dos 100 metros com a marca de 11,23 segundos, atingindo marca de qualificação para os Mundiais.

Com este resultado, a sportinguista ficou a dois centésimos do recorde de Portuga (11,21) que já lhe pertence. Lorene já estava bem na qualificação, sendo quarta com 11,31, então também melhor marca do ano.

Lorene Bazolo
Lorene Bazolo

Cátia Azevedo e Vera Barbosa em bom plano

Mas houve outras portuguesas em bom plano, com Cátia Azevedo (Sporting) a conseguir o seu segundo melhor resultado do ano na final A dos 400 metros (51,78 segundos), sendo quarta classificada, confirmando Doha’2019, enquanto a sua colega de equipa Vera Barbosa surpreendeu na final B ao ser segunda classificada com a marca 52,89 segundos, subindo a quarta portuguesa de sempre, atrás da já citada Cátia Azevedo (51,62), Carmo Tavares (51,92) e Lucrécia Jardim (52,68). Recorde-se que Vera Barbosa correu na Finlândia (18 de agosto) a prova de 400 metros em 56,15 segundos, sendo a primeira da lista de possíveis convidadas por repescagem para os Mundiais de Doha’2019.

De resto, no salto em comprimento, Evelise Veiga (Sporting) foi quarta com a marca de 6,34 metros (v: -0,3 m/s), enquanto Marta Pen foi 15ª nos 1500 metros com a marca de 4.20,91 minutos.

Tsanko Arnaudov

Tsanko Arnaudov com novo triunfo em Leon

Tsanko Arnaudov voltou a triunfar em Espanha, de novo acima dos 20 metros, desta vez com Francisco Belo a acompanhá-lo. Na continuidade do controlo de lançamentos em Leon, que ontem teve uma primeira jornada, o benfiquista voltou a triunfar, desta vez com a marca de 20,35 metros, melhor que o seu colega de equipa Francisco Belo, segundo co, a marca de20,17 metros.

Nas restantes provas, António Vital e Silva, Benfica, lançou o martelo a 67,03 metros (quarto classificado) e o seu irmão Filipe Vital e Silva (Real Sociedad) lançou o disco a 50,27 metros.

Tiago Pereira a 35 centímetros da qualificação

Excelente presença ainda de Tiago Pereira no triplo-salto. O atleta do Sporting foi segundo no triplo-salto com a marca de 16,60 metros (v: +1,7 m/s), obtendo um recorde pessoal, ficando a 35 centímetros da qualificação para os Mundiais de Doha’2019.

Texto / foto: Federação Portuguesa de Atletismo

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta