Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Gonçalo Carvalho o mais bem colocado da Equipa Portugal

Gonçalo Carvalho, 48.º classificado, foi o melhor português na Volta a França do Futuro, que ontem terminou com vitória do norueguês Tobias Foss.

Gonçalo Carvalho foi o mais bem colocado da Equipa Portugal

O corredor natural de Mortágua foi também o mais bem colocado da Equipa Portugal na última etapa, 78 quilómetros, entre Saint-Colomban-des-Villard e le Corbier, conquistada pelo equatoriano Jefferson Cepeda.

Gonçalo Carvalho
Gonçalo Carvalho

Não fugindo ao registo dos dias anteriores, assistiu-se a mais uma dura jornada de alta montanha, na qual Gonçalo Carvalho acompanhou os melhores do pelotão até ao sopé da última subida da etapa, que finalizava na meta.

O português foi o 33.º a cortar o risco, a 10m41s de Jefferson Cepeda. Jorge Magalhães foi 47.º, a 15m49s, e Guilherme Mota foi 88.º, a 22m16s.

Na geral final, confirmou-se a vitória de Tobias Foss, que foi acompanhado no pódio pelo italiano Giovanni Aletotti, a 1m19s, e pelo belga, Ilan van Wilder, a 2m34s. Gonçalo Carvalho foi o 48.º, a 1h11m39s, Jorge Magalhães foi 69.º, a 1h32m51s, e Guilherme Mota foi 71.º, a 1h34m24s. A Equipa Portugal terminou na 23.ª posição coletiva, entre os 26 coletivos que iniciaram a competição.

portugueses

“Estivemos aquém das expectativas”

Estivemos aquém das expectativas. As quedas em que os nossos corredores estiveram envolvidos condicionaram fortemente o desempenho e os resultados, mas viemos para esta competição com intenções de fazer melhor do que conseguimos”, assumiu o selecionador nacional, José Poeira.

Texto: União Velocipédica Portuguesa – Federação Portuguesa de Ciclismo

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta