Monte da Lua corrido com temperaturas elevadas

Realizou-se no passado dia 16 de Julho 2016 a prova de trail “O Monte da Lua – Trail Sintra”, onde O Praticante, se fez representar por Artur Basilio nos 15 kms, António Soares e Nuno Lucas na 50 +.

Monte da Lua

A prova sob perspectiva do participante

Por ser uma prova em que a dureza se faz sentir pelos trilhos de Sintra, nomeadamente nos quilómetros finais, em direção ao mar, sendo estes de êxtase paisagístico e com uma enorme dificuldade para progredir nos acentuados declives junto às Arribas do Cabo da Roca, este ano ao contrario do ano passado, optei pela distância mais curta de 27 km´s.

Face as temperaturas, que normalmente se fazem sentir durante esta época do ano, a prova dos 27 kms, apesar de mais curta, deveria ter começado mais cedo, tendo-se iniciado pelas 9H30, isto porque todos os participantes desta distancia preencheram a parte dia em que o calor se fez sentir mais forte, aumentando o desgaste e dificultando a progressão, assim como para os atletas menos experientes viessem a sofrer com desidratação, uma sugestão para a organização poder vir na próxima edição a antecipar a partida.

Monte-da-Lua-PraiaEm relação aos abastecimentos em comparação ao ano anterior, ficaram um pouco à quem das expectativas, no Cabo da Roca houve atletas que foram obrigados a esperar que fosse o abastecimento reabastecido com água, situação esta que para a grandeza de uma prova destas, não deveria, não podia acontecer este tipo de falhas. Para além de que na meta o abastecimento era composto apenas por água, pouco tendo em consideração o desgaste físico dos atletas.

Por este conjunto de fatores, dei por mim em momentos a pensar como seria se algo de mal me acontece-se devido a desidratação. Durante o percurso na minha opinião deveria haver mais controle por parte da organização assim como mais meios de socorro envolvidos, o que não aconteceu, fica o alerta para a organização, defendam-se e defendam os participantes.

Monte da Lua – Trail Sintra boa marcação e belos trilhos

De qualquer forma mais uma vez gostei da prova de forma geral, tinha uma boa marcação e era composta por belos trilhos. Possivelmente se para o ano tiver oportunidade irei participar novamente, apenas tendo em conta que os abastecimentos terão de ser mais auto sustentados.

Monte-da-Lua-Praia-1Um evento que tem tudo para continuar a crescer a obter prestigio, mas terão os organizadores de ter em consideração os comentários, as criticas construtivas dos atletas, para corrigir as pequenas situações que ocorreram nesta edição, e não deverão voltar a acontecer, para o sucesso total do Trail Monte da Lua.

As classificações do Monte da Lua

Nos 20 + Miguel Pires – AR CasaenseEscola Atletismo Coimbra foi o vencedor com 2h34m37s, seguido de Samuel Castela – Bichinhos com Pernas – 2:40:38 e Wesley Trigg – GO! Runners – 2:56:22, o representante de O Praticante Artur Basílio obteve o 177 geral com 4:28, em femininos Margarida Amaro – AMCF – Arrábida Trail Team foi a 1ª com 3h21m06s, segiu-se Mafalda Moniz – Bichinhos com Pernas – 3:41;09 e Ana Fernandes – Individual – 3:52;05.

Nos 50 + Rui Luz – AMCF – Arrábida Trail Team venceu com o tempo de 5h01m20s, o 2º Luís Mota – Casa do Benfica de Abrantes, obteve 5:35:16 com José Barrinha – Vila Fria JG Seguros – 5:44:53 a completar o pódio, os representantes de O Praticante António Soares foi 34º Geral com 7:42;27 e Nuno Lucas 65º com 8:31;10, em femininos assistiu-se à vitória de Marine Chalaye – 6:47;10, Helena Silva foi 2ª – 7:32;15 e Rita Lopes 3ª – 7:42;56, todas a correr individualmente.

Visualize mais fotos do evento aqui.

Agora segue-se o PT 281+, visualize mais informação aqui.

[divide icon=”circle” width=”medium”]

Texto: Jorge Silva

Fotos: Helder / Jesus Events

Parceiros

Deixe uma resposta