Tiago Cação faz história no Oeiras Open

Tiago Cação

Tiago Cação

Dia histórico no Oeiras Open para Tiago Cação, com o tenista português de 23 anos (número 558 do ranking ATP) a carimbar pela primeira vez o apuramento para os quartos de final no ATP Challenger Tour.

Logo a seguir, também Gastão Elias (358.º) voltou a avançar no primeiro de dois torneios consecutivos organizados pela Federação Portuguesa de Ténis, que anunciou a organização de um terceiro evento masculino, a partir de 23 de maio.

Texto: Gaspar Ribeiro Lança
Fotografias: Sara Falcão

Sitio oficial do evento.

Tiago Cação deu a volta ao alemão Mats Moraing

Dois dias depois de ter somado a primeira vitória da temporada, o jovem tenista do Centro de Alto Rendimento deu a volta ao alemão Mats Moraing (272.º) para vencer, por 4-6, 6-2 e 7-5.

Chega pela primeira vez na carreira aos quartos de final de uma prova Challenger, num dia marcado por uma interrupção de cerca de meia-hora devido à chuva.

Esta vitória é um misto de sensações.

Ainda estou sem palavras, não consigo acreditar, mas é para isto que ando a trabalhar todos os dias.

Isto prova que o que ando a fazer nos últimos tempos é o caminho e às vezes não é fácil acreditar quando os resultados não aparecem.

Estou bastante contente por finalmente ter uns resultados bastante positivos.

É uma das vitórias mais importantes nos últimos tempos, sem dúvida, e é a que tem mais significado para mim”, revelou o jogador de Peniche em conferência de imprensa.

Tiago Cação
Tiago Cação

Primeiros quartos de final da carreira para Tiago Cação

E apesar de ter encontro marcado com o favorito Zdenek Kolar (246.º), o único cabeça de série que ainda está em prova, Tiago Cação deixou uma garantia:

É só mais um jogo. Mas esta é a minha casa, tenho esse ascendente, estou motivado, e quero que ele venha a Portugal sofrer contra os portugueses“.

Gastão Elias também avança

No encontro seguinte, nova vitória celebrada em português: Gastão Elias voltou a precisar de trabalhar, mas conseguiu superar o espanhol Roberto Ortega Olmedo (299.º), com os parciais de 3-6, 6-1 e 6-3.

É a primeira vez desde julho de 2019 que o ex-top 60 ATP inscreve o nome numa fase tão adiantada de um Challenger, feito que não passou despercebido na análise ao encontro.

Já não jogava os quartos de final de um Challenger há algum tempo, portanto fico feliz por voltar a ter esta oportunidade, sobretudo sendo aqui em Portugal”, disse logo na flash interview que se sucedeu ao encontro.

“Estou feliz pela vitória, não tanto pela forma como joguei hoje.

Um pouco por causa da primeira ronda [qual recuperou da desvantagem de 4-1 no último set] hoje sentia-me mais preso, não cansado, mas um pouco mais lento.

Mas à medida que o encontro se desenrolou fui-me sentindo cada vez melhor e na parte final já me sentia como um peixe dentro de água”, acrescentou, já em conferência de imprensa.

Gastão Elias

Nos quartos de final, Elias vai defrontar o eslovaco Alex Molcan (279.º), um adversário que só ficará a conhecer nas próximas horas:

Não conheço absolutamente nada, nunca o vi jogar.

Sei que ele é esquerdino, mas de resto… O trabalho de casa vai ser feito pelo Guilherme [Balboa, treinador].

Ele gosta muito de ver ténis, vê muitos encontros e acredito que vai ver alguns jogos dele antes de falar comigo.

Mas basicamente vou para o jogo com o meu plano já definido e acredito que se fizer bem aquilo que eu faço serei o favorito, respeitando o meu adversário ao máximo e tendo alguma cautela.

Portugal ficou sem representantes em pares

A fechar a jornada, Portugal ficou sem representantes na variante de pares: Gonçalo Oliveira e Gonçalo Falcão não conseguiram confirmar o estatuto de quartos cabeças de série e cederam por 6-3 e 6-2 para os alemães Oscar Otte e Mats Moraing, que vão defrontar Lucas Miedler e Nino Serdarusic nas meias-finais. O outro encontro colocará frente a frente Teymuraz Gabashvili/Chun-hsin Tseng e Riccardo Bonadio/Denis Yevseyev.

Gonçalo Oliveira e Gonçalo Falcão – Foto: Sara Falcão

ATP Challenger 50 Oeiras Open 3 marcado para maio

Esta quinta-feira também ficou marcada pelo anúncio da organização de mais um torneio ATP Challenger 50 no Complexo Desportivo do Jamor, a partir de 23 de maio:

Fomos desafiados pela ATP a realizar mais um ATP Challenger 50 aqui no Jamor, na semana de 24 de maio.

É um apoio extraordinário que a ATP nos está a dar, também porque confia em nós, na nossa organização e nos desempenhos que tivemos no ano passado e já neste torneio.

Incentivou-nos a realizar mais um torneio e nós respondemos de forma positiva ao desafio”, anunciou Vasco Costa, presidente da Federação Portuguesa de Ténis.

Para além destes estão previstos os Challengers habituais [Braga Open, Lisboa Belém Open e Maia Open] e eventualmente teremos mais uma novidade que ainda não posso anunciar.

No total faremos entre sete a oito torneios Challenger este ano, o que é bastante bom para os nossos jogadores”, acrescentou o responsável federativo no momento do anúncio.

Parceiros

Deixe uma resposta