Ticha Penicheiro homenageada na nova vida do “Campo das Traseiras”

O Município da Figueira da Foz, em cooperação com a Federação Portuguesa de Basquetebol, inaugurou o requalificado “Campo das Traseiras”, homenageando Ticha Penicheiro.

Texto / Foto: Federação Portuguesa de Basquetebol

A nova vida do “Campo das Traseiras”

O renovado “Campo das Traseiras” (40°09’12.4″N 8°51’46.1″W) foi concebido pelos artistas Pariz One e EdisOne, que intitularam a obra de “Assiste Sonhando”, em alusão à extraordinária carreira de Ticha de Penicheiro.

A FPBtv esteve presente no evento e recolheu as reações dos principais protagonistas.

Ticha Penicheiro, Manuel Fernandes (Presidente da FPB), João Paulo Rebelo (Secretário de Estado da Juventude e do Desporto), Carlos Monteiro (Presidente da CM da Figueira da Foz), Luís Santarino (Presidente da AB Coimbra), o figueirense e internacional português, Diogo Araújo e os artistas Pariz One e EdisOne, referiram a importância desta iniciativa, reforçando o impacto que este tipo de requalificações representa para a modalidade.

O percurso de Ticha Penicheiro

Ticha começou no basquetebol no Ginásio Clube Figueirense, sendo promovida à equipe adulta em 1991.

Na temporada seguinte se transferiu para o União Desportiva de Santarém, onde se manteve dois anos e venceu o campeonato nacional, a Taça de Portugal e a Supertaça.

Em 1994, foi jogar basquetebol universitário nos Estados Unidos, pela Old Dominion University.

Em 1998, Ticha juntou-se aos Sacramento Monarchs como rookie, tendo terminado a época em terceiro lugar na votação para o prémio de WNBA Rookie of the Year.

Ticha Penicheiro
Ticha Penicheiro com Carlos Ângelo Ferreira Monteiro

Foi seleccionada para o WNBA All-Star por quatro vezes. Já por duas vezes igualou o recorde de assistências num só jogo da WNBA, com 16.

Em 1999 e 2000, foi seleccionada para a equipa ideal da WNBA.

No dia 27 de Julho de 1999, estabeleceu o seu recorde pessoal de pontos na WNBA, em 27, num jogo contra as Minnesota Lynx.

Em 2001, foi seleccionada para a equipa ideal suplente da WNBA.

Até 14 de Novembro de 2006, Ticha marcou 1740 pontos na sua carreira na WNBA, para uma média de 6.4 por jogo; fez 1707 assistências, para uma média de 6.2 por jogo; ganhou 982 ressaltos, para uma média de 3.6 por jogo; e fez 539 roubos de bola, para uma média de 1.97 por jogo.

Ticha Penicheiro

Ainda detém o recorde de maior número de roubos de bola num jogo

Até 2017, Ticha era a jogadora da WNBA que tinha mais assistências em toda a história da Liga, liderando também nas assistências por jogo; nesse ano, o seu recorde foi ultrapassado por Sue Bird.

Ainda detém o recorde de maior número de roubos de bola num jogo, com 10.

Ticha é muito conhecida pela sua forma de jogar consistentemente brilhante e espectacular. Em 2005, Ticha ajudou as Sacramento Monarchs a conquistar o seu primeiro título de campeãs da WNBA de sempre.

Ticha jogou mais duas temporadas no Los Angeles Sparks e uma no Chicago Sky antes de anunciar a saída em 2012.

Foi eleita entre as 15 melhores atletas da história da WNBA em 2011, e entre as 20 melhores em 2016.

Parceiros

Deixe uma resposta