URGEZES VOLTOU A PEREGRINAR AO SANTUÁRIO DA PENHA

Urgezes

Num mês marcado por uma forte carga religiosa, a cidade de Guimarães e mais concretamente a freguesia de Urgezes fizeram a sua peregrinação anual à serra da Penha e ao Santuário da Senhora da Penha em mais uma edição do trail Erdal / Urgezes Solidário.

A sétima edição do trail Erdal / Urgezes Solidário aconteceu com partida e chegada no Parque desportivo do Grupo Desportivo e Recreativo “Os amigos de Urgeses” e percorreu trilhos de montanha, caminhos rurais e estradas do Concelho de Guimarães com especial incidência para a zona da Serra da Penha que é um dos ex-libris desta cidade nortenha.

A equipa do OPraticante.pt esteve presente no evento e agora apresentamos todas as notas como decorreu o evento.

Mais informações sobre a prova

Texto: Nuno Fernandes // OPraticante.pt
Fotos cedidas pela organização

Urgezes
Caminhada

Evento em Urgezes contou com quatro distâncias

A compor esta edição do trail Erdal / Urgezes Solidário estiveram quatro distâncias, trail longo com a distância aproximada de vinte e seis quilómetros, trail curto com a distância aproximada de dezoito quilómetros, mini trail com a distância aproximada de onze quilómetros e caminhada com a distância aproximada de sete quilómetros.

Em relação à definição do percurso irei debruçar-me sobre o mini trail, distância essa em que participei.

O Mini Trail tinha a extensão de onze quilómetros e um acumulado de 600m d+. podemos dizer que o percurso era de duas facetas, uma verdadeira subida que englobava os primeiros cinco quilómetros com ascensão ao santuário da Senhora da Penha e a falsa descida que complementava o restante percurso pois esta ainda apresentava aos atletas três subidas que faziam o seu castigo devido.

Saindo do complexo desportivo de Urgezes, os primeiros metros de prova desenrolaram-se em estrada secundária em empedrado e com a subida a mostrar logo aos atletas o que tinham pela frente.

A fama do trail Erdal / Urgezes Solidário

Era tempo de começar a ver o motivo da fama deste trail com a beleza da natureza a surgir à medida que entramos na serra da Penha e nos seus magníficos trilhos.

O comum mortal sobe à Penha ao Domingo no seu carrinho, mas os atletas de trail atravessam as estradas e galgam monte acima, a saltar de terreno em terreno até chegar às imediações do Santuário.

Podemos dizer que a parte mais interessante deste percurso foi entre o quilómetro três e cinco com a entrada num PR e onde os atletas foram desafiados a passar por entre penedos que são o ex-libris da zona que engloba este santuário, fissuras entre rochas e claro levar uma boa massagem na escadaria antiga. Este segmento conjugou o mais bonito do percurso com o mais exigente.

Chegados ao topo no Santuário, era tempo de recuperar o fôlego, tirar uma foto lá no alto e seguir caminho porque a subida foi longa e o abastecimento era logo ali a poucos metros.

Urgezes

“Mentira do dia”

Paragem no abastecimento e entra a “mentira do dia” com votos de boa descida.

Para quem ia descer, a subida apareceu logo de seguida e à qual ainda se juntaram mais duas que foram um verdadeiro parte pernas a cortar o ritmo a quem dava mais na descida.

Esta parte do percurso, podemos dizer que foi igual ao de tantos outros trails.

Terreno florestal a fugir da serra da Penha, alguns estradões, alguns segmentos com pedra e poucos single tracks, muitas raízes no chão a convidar à queda e em muitos momentos a levar o atleta a redobrar atenção.

Os últimos dois quilómetros fizeram os atletas regressar ao terreno dos quilómetros iniciais do percurso, mas agora em descida e com a entrada em terreno vinícola e terrenos agrícolas e foi por entre campos e palha espalhada pelo chão que os atletas aceleraram para terminar a sua prova.

Em suma, o mini trail do trail Erdal/Urgezes Solidário apresentou um percurso equilibrado com dureza quanto baste nos seus primeiros quilómetros e que não foge aos pergaminhos anunciados antes do evento:

A correr ou a caminhar, todos vão sentir e descobrir “A Penha como nunca a viram”!

Urgezes

João Cruz e Andreia Correia vencem na distância de vinte e seis quilómetros

Na distância maior do Trail Erdal/Urgezes Solidário o vencedor foi João Cruz da equipa CB Run (2:09:13). Completaram as posições cimeiras, Óscar Mendes do Águias de Alvelos (2:13:29) e Marco Faria do Vizela Corre – Clube de Atletismo (2:15:26).

A grande vencedora na competição feminina foi Andreia Correia do EDV – Viana Trail (3:00:09). Seguiram-se Adriana Gomes do Minho Aventura (3:12:47) e Adriana Sousa do Águias da Misericórdia (3:18:54)

Nos escalões venceram em masculinos, João Cruz da equipa CB Run (Séniores), Óscar Mendes do Águias de Alvelos (M40) e Fernando Carvalho da Associação Desportiva Nós Acreditamos (M50).

Na vertente feminina triunfaram Andreia Correia do EDV – Viana Trail (Séniores), Raquel Abreu (F40) e Elia Oliveira dos Magic Friends Runners (F50).

Avelino Macedo e Maite Arraiza triunfam na distância de dezoito quilómetros

Na distância intermédia do evento o vencedor foi Avelino Macedo do Vila Verde a Correr (1:45:31). Completaram o pódio, Luciano Pereira Vizela Corre – Clube de Atletismo (1:48:28) e Marco Santos da CB Run (1:49:12).

A grande vencedora na competição feminina foi Maite Arraiza (2:09:48). Seguiram-se Carla Mendes do Vizela Corre – Clube de Atletismo (2:17:30) e Sílvia Silva do Q-Trilho Fisioveralemos (2:17:39)

Nos escalões venceram em masculinos, Paulo Oliveira do Dragon Club (Sub23), Marco Santos da CB Run (Séniores), Avelino Macedo do Vila Verde a Correr (M40), Domingos Fernandes do FC Piratas de Creixomil/Os Resistentes (M50).

Na vertente feminina triunfaram Cristiana Rocha do Dragon Club (Sub23), Maite Arraiza (Séniores), Carla Ferreira do Vila Verde a Correr (F40) e Isabel Domingues das Lebres Minhotas (F50).

Na competição por equipas triunfo para a CB Run completando o pódio a Dragon Club e Vila Verde a Correr.

Urgezes
Partida do Mini Trail

Equipa OPraticante.pt domina minitrail

Na distância menor do evento a equipa que nos representou obteve o primeiro posto na competição masculina e feminina e ainda por equipas.

O vencedor na competição masculina foi Nélson Loureiro (58:46 min). Completaram o pódio, Joaquim Silva da Leroy Merlin Guimarães (1:00:12) e Ramiro Ribeiro do NBA Barrosas (1:03:31).

Na competição feminina, triunfo para Célia Neto (1:13:08), seguindo-se Tânia Costa da COM – Clube Ori Minho (1:13:24) e Madalena Silva do FC Piratas de Creixomil/Os Resistentes (1:18:03).

Nos escalões venceram em masculinos, Nuno Mota do Airó Run (Sub23), Tiago Pinheiro do Team Lantemil (Séniores), Nélson Loureiro do OPraticante.pt (M40) e Joaquim Silva da Leroy Merlin Guimarães (M50).

Na vertente feminina triunfaram Diana Silva da Leroy Merlin Guimarães (Sub23), Célia Neto do OPraticante.pt (Séniores), Tânia Costa da COM – Clube Ori Minho (F40) e Muriel Almeida (F50).

Coletivamente o triunfo foi para a equipa de OPraticante.pt, seguindo-se a Leroy Merlin Guimarães e FC Piratas de Creixomil/Os Resistentes.

OPraticante.pt

Ainda no minitrail competiram pela nossa equipa, Abílio Fernandes (1:04:39) – 5º geral / 3º M40, Henrique Loureiro (1:13:00) – 16º geral / 5º sénior e Nuno Fernandes (2:03:46) – 256º geral / 83º sénior.

Completou a nossa equipa, Raquel Neto com a sua presença na caminhada.

Nelson Loureiro de OPraticante.pt vencedor do Mini Trail

Trail Erdal / Urgezes Solidário com excelente organização

O quartel-general do trail Erdal / Urgezes Solidário estava situado no complexo desportivo do Grupo Desportivo e Recreativo “Os amigos de Urgeses”.

No espaço estavam todas as valências para um grande evento. De um lado, o secretariado, casas de banho, balneários e ainda serviço de café, do outro, o espaço de partida e chegada dos atletas num campo de futebol em relva sintética, amplo e com os espaços para descanso e abastecimento final.

Nota para o cuidado da organização em evitar aglomerações já que colocou o espaço para o abastecimento final do trail que era com uma bifana e uma cerveja separado deste espaço.

Todo o espaço de permanência dos atletas estava limpo e com a presença de espaços para se colocar o lixo.

Em termos de organização do percurso, tudo sem mácula com as marcações a serem perfeitas em termo de fitas e de placas sinalizadoras.

O mini trail teve um abastecimento de águas ao quilómetros três e de líquidos e sólidos entre o quinto e sexto quilómetro e com este a ser farto.

Nota ainda para a existência de espaços para se depositar o lixo e deixar o espaço natural conforme ele é.

Bom Kit de atleta

O trail Erdal / Urgezes Solidário distingue-se dos demais trails pelo design das t-shirts que oferece aos seus atletas com alusão à simbologia conquistadora da cidade a que pertence e mais uma vez, este ano não foi exceção.

A entrega do kit de atleta desenrolou-se de forma rápida e expedita e onde foi visível a divisão do secretariado em vários espaços para se evitarem as filas de espera.

A compor o kit de atleta estava um saco com a respetiva t-shirt e material promocional dos patrocinadores.

Após a prova, os atletas recebiam como prémio finisher uns manguitos personalizados da prova e ainda uma pulseira para o abastecimento final.

Olhando ao que os receberam e o que pagaram para esta prova podemos dizer que houve justiça.

Urgezes

Staff esforçado e competente

Um evento é avaliado não só pela qualidade do seu percurso e das ofertas que os atletas recebem, mas também pela forma como são tratados.

Neste evento podemos dizer que de início a fim fomos recebidos como se tivéssemos em casa e todos os elementos do staff que contactamos estiveram fantásticos.

Começando pelas senhoras que estavam no secretariado, pelo pessoal que estava nos abastecimentos no percurso, a ajudarem e a motivarem os atletas nos cruzamentos.

Destaco ainda quem estava no abastecimento final da caminhada e numa altura que faltou líquidos, alguém rapidamente foi buscar mais bebidas para saciar a sede a quem precisava.

Numa nota final, um gesto para quem estava nos balneários e quando o abastecimento de água quente no balneário masculino começou a falhar, rapidamente apareceu alguém para solucionar o problema.

São estes pequenos grandes gestos que valorizam um evento e fazem um atleta querer regressar no ano seguinte.

As toalhas que todos queriam…

Não posso terminar a análise a este trail sem mencionar um acontecimento que marcou o pós-prova. Um dos patrocinadores do evento tinha no espaço um stand que estava a oferecer toalhas de praia aos presentes.

Então foi engraçado ver que quando o stock de toalhas terminou, muita gente preferiu ir para uma fila de espera esperar nova remessa de toalhas em vez de ir ao abastecimento final.

No fim, quase toda a gente trouxe uma toalha para casa, em alguns casos, quem diz uma, diz duas, três….

Trail Erdal / Urgezes Solidário, um trail que se tornou uma referência

A fama do Trail Erdal / Urgezes Solidário na região norte é sobejamente conhecida, não é à toa que já vai na sua sétima edição.

Participando pela primeira vez no evento, a avaliação é claramente positiva e podemos dizer que é uma organização de gente que já sabe o que faz e de gente que sabe onde quer chegar.

O terreno onde as provas se desenrolam é numa das maiores paisagens do Norte e, portanto, muito apelativa.

A afluência de participação foi mais uma vez um sucesso com esta a ser superior a um milhar de participantes o que certamente ajudou e muito a causa solidária que também move este evento.

Com estes elogios todos só podemos dizer que o Trail Erdal / Urgezes Solidário é já uma referência do calendário de trail do Norte e merece sem dúvida a presença de qualquer atleta de trail que goste de ser bem recebido e que goste de um bom desafio de corrida.

Até 2023 treina para nos voltarmos a reencontrar

Parceiros

Deixe uma resposta