Atletas Covid, uma nova realidade

A pandemia que se instalou nas nossas vidas em Março de 2020, e nos levou já a dois confinamentos, trouxe-nos uma nova realidade, uma nova serie de atletas, os “Atletas Covid”.

Texto: Rita BarrosoEquilibrium Centro Terapêutico

Visualize também Cinco concelhos conquistados por Rita Barroso

Atletas Covid

“Atletas Covid”

Estes novos atletas descobriram nestes confinamentos que gostam de praticar atividade física, ter um tempo só para si, é uma questão de saúde, uma questão de bem-estar ou só uma forma de poder sair casa?

A questão central nestes “ Atletas Covid” é de fato uma de prevenção de lesões e de saúde para eles próprios.

São elas: estão estas pessoas aptas para a prática que estão a exercer?

Fizeram os exames médicos (eletrocardiograma, ecocardiograma, analises clinicas, prova de esforço)?

Tem ténis adequados à atividade que estão a praticar?

Tem orientação sobre a duração e intensidade da prática desportiva?

Será que estes “Atletas covid” têm resposta para estas questões?

Atletas Covid

A realidade é que a maior parte não tem e o que nos aparece em gabinete são lesões causadas, sobretudo por excessos, excesso de atividade física, onde o corpo, não está preparado para a carga que lhe esta a ser dada, e por calçado inapropriado.

Estes atletas covid, viram nesta pandemia a oportunidade de sair à rua, se por um lado, aplaudimos essa iniciativa, por outro demostramos a nossa preocupação com a falta de informação recolhida pelos mesmos para a realização de prática.

Aconselhamos que pesquisem em locais fidedignos ou juntos de pessoas com formação e experiência para tal.

Estão todos à distância de um clic ou de um telefonema.

Vamos tornar estes “Atletas Covid” em atletas bem preparados para quando podermos voltar a fazer competições eles se possam superar a si próprios e se encherem de orgulho de si próprio e do seu percurso.

Os novos atletas

Há que salientar e louvar quem esteja a fazer tudo certinho e direitinho, os “novos atletas”, preparam o material adequado, estão a treinar com orientação, fazem reforço muscular em casa, fazem alongamentos, tem uma alimentação equilibrada e descansam bem.

Estes “novos atletas” serão os nossos futuros campeões de 5000m, de 10000m, de meia maratona, os nossos maratonistas que batem recordes, os nossos futuros campeões de Trail ou Ultra Trail .

Serão estes “novos atletas” capazes de manter o foco, a capacidade, a persistência, a resiliência e a dedicação que se requer, quando se delineia um objetivo?

Será uma resposta que só daqui por algum tempo teremos.

Nós atletas da “Velha guarda” estamos de braços abertos para estes “novos atletas”, para os ajudar em todos os aspetos que eles achem necessários, experiencia, equipamentos, alimentação e treinos.

O grande aspeto positivo desta pandemia

Temos de ver o grande aspeto positivo desta pandemia, que veio para nos por a olhar para nós e para quem está mais perto de nós.

Trouxe sobretudo muita gente para a rua a praticar atividade física, a caminhar, a correr, a andar de bicicleta.

Damos as boas-vindas a estes novos atletas e desejamos que se mantenham ativos por muito tempo.

Apelamos também a todos aqueles que com a vinda de bom tempo e do sol, queiram sair a rua para praticar exercício físico e tenham dúvidas de como o fazer, que procurem aconselhamento especializado por forma a faze lo de forma segura e duradora.

Da nossa parte sejam Bem-vindos estamos ao dispôs de qualquer duvida que tenham!

Fazemos votos que esta pandemia passe rápido para se possa voltar às grandes competições de estrada e Trail e sobretudo aos treinos de grupo, que são de fato muito motivadores para quem se inicia em qualquer modalidade!

Pode acompanhar a autora deste artigo em:

Sitio oficial do Equilibrium Centro Terapêutico
Página do Equilibrium Centro Terapêutico
Equilibrium Centro Terapêutico no Instagram

Parceiros

Deixe uma resposta