Privacy Policy Page
Privacy Policy Page
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Casqueiro surpresas com o desenho dos percursos

A Maratona de BTT Rota do Casqueiro tem o seu nome em homenagem ao tradicional pão de trigo alentejano.

Uma lembrança habitual que premeia os atletas, juntamente com um chouriço da região.

Percorre caminhos e trilhos de serra do litoral alentejano, com paisagens que ficam na memória, pois não há tempo para as registar de outra forma.

E já vamos na 11ª edição deste magnífico evento desportivo da modalidade de BTT, a que sempre com uma dedicação fenomenal da organização a cargo do grupo Os Kotas Bike Team, que em todas as edições presenteiam os atletas com magníficos trilhos e momentos de diversão.

Casqueiro

Maratona de BTT Rota do Casqueiro

Nesta edição da Maratona de BTT Rota do Casqueiro adivinhava-se muitas surpresas relacionadas com o desenho dos percursos, a organização na sua página da rede social Facebook, tinha levantado um pouco o véu com a colocação de fotos de algumas zonas do percurso, deixando desta forma os atletas com curiosidade.

Foram 436 atletas, os que alinharam na linha de partida para este evento, com o aproximar da hora indicada para o início da prova a zona de partida ia estando ocupada com as mais diversas cores de equipamentos, dando assim o tão habitue registo fotográfico para mais tarde recordar.

Um momento de homenagem a Telmo Falcão antecedeu a partida, um amante da modalidade que infelizmente perdeu a vida num trágico acidente, na presença dos seus pais foram ditas palavras de recordação e de agradecimento.

A organização, no percurso desta edição da Rota do Casqueiro, homenageou o Telmo Falcão, mas também os restantes que perderam a vida desta forma, a praticarem o desporto de eleição e escolha com um Single Track, passando em seguida a transcrever na íntegra as palavras escritas sobre esse ato.

Casqueiro

Singletrack do Falcão

Foi assim que baptizámos o novo singletrack em homenagem ao Telmo Falcão que perdeu recentemente a vida num trágico acidente de bicicleta.

Amante do BTT, criou de forma desinteressada excelentes trilhos na Serra de Grândola, que nós chegámos a utilizar em edições anteriores da Rota do Casqueiro.

Casqueiro
Foto: BTT TV

Quando foi decidido abrir este singletrack, veio logo à ideia o trabalho que o Telmo deixou feito na nossa zona pelo que falámos com a família a pedir autorização para esta pequena homenagem.

Infelizmente poderíamos baptizar este single com mais nomes, pois multiplicam-se os acidentes mortais com praticantes de ciclismo e 2019 foi um ano negro na nossa zona, onde também o nosso amigo Jorge Pereira perdeu a vida num trágico acidente, o singletrack fica oficialmente baptizado com o nome do Telmo, mas também serve para homenagear todos os praticantes de ciclismo, que tem vindo a perder a vida em acidentes de bicicleta.” foram as palavras proferidas pela organização na homenagem a este ciclista.

A partida do Casqueiro

A prova em si, com início no local de todas as edições, atletas a terem uns kms de alcatrão,que serviu e muito bem para expandir todo o pelotão e também para quem não teve hipótese de se colocar nas linhas da frente, para recuperar umas posições nos kms iniciais.

Foto: BTT TV

Entrada nas primeiras zonas de terra, com uns estradões típicos da zona, com alguma areia solta, mas nada de mais para as máquinas e atletas que com a garra habitual, circulavam a uma velocidade não aconselhada para cardíacos.

Era esta zona que preparava os atletas para uma parte do percurso pelo interior de uma zona densa, rodeada da mais pura natureza, onde o silencio característico do local era quebrado pelo rolar e funcionamento das engrenagens, com passagens por ribeiras, no final o primeiro desafio físico, o prémio de montanha.

Prémio de Montanha

O Prémio de Montanha, era um segmento com cerca de 500 metros, com uma inclinação constante e algumas zonas derrapantes, fazendo com que os atletas para além de se esforçassem fisicamente teriam que elevar o seu nível de concentração para poderem escolherem correctamente o local de circulação.

E no topo sentia-se uma brisa fresca que era aproveitada para refrescar os motores, que muitos deles viriam a chegar ao Red Line devido ao esforço.

Era tempo de alguns momentos de descida, aproveitados pelos mais aventureiros para recuperar tempo e posições. As marcações bem colocadas não deixavam dúvidas no trajecto, o que motivava a confiança durante a prova.

A organização tinha preparado para esta edição uma parte do percurso em que convidava os presentes a serpentear ao lado de uma ribeira, num single track, que com a construção de pontes fazia-se a passagem de uma margem para outra. Uma zona com elevado agrado por parte de todos os participantes.

Casqueiro
Foto: BTT-TV

 

Entre zonas de singles e estradões o percurso da prova ia-se aproximando do seu final, sempre com o melhor por parte da organização, só não conseguindo evitar o vento forte que se sentia quando o percurso virava contra o vento.

Mas nem isso fazia baixar os braços a quem lutava para chegar ao fim com o objectivo de fazer o seu melhor.

A vontade era tanta para se chegar rapidamente ao fim, que deixava-se no ar uma duvida, se a pressa era para fugir a possibilidade de chuva ou se era o interesse em chegar rápido para saborear o belo almoço, que a organização tinha preparado para o final do evento.

 

Meta com muita energia e alegria

Na parte final o percurso era já conhecido, estradões largos, bom piso a convidar a se consumir as reservas de energia, quem sabe até se recuperar algumas posições na classificação.

Zona de meta com muita energia e alegria proporcionada pelos familiares e amigos que aguardavam a chegada dos seus heróis.

Em mais uma edição a organização não deixou nada por mais alheias, mostrou o seu valor e o porque de ser um evento com tantas edições, para além dos percursos com 49kms e 75kms, o tão habitual pequeno almoço e a belíssima feijoada para recuperar as calorias gastas, fazia tudo parte do conjunto de uma boa manhã de desporto e convívio.

No BTT ou no Trail a imagem final é sempre a mesma, falta de respeito dos atletas

Estes foram “abandonados” 😓😓
Não abandonem isto nos trilhos malta, não custa nada guardarem
O amanhã agradece 🙏

Poderão consultar aqui as classificações finais.

Página do evento.

Página da organização.

Texto: Rui Bastos
Fotos: Cedidas pela organização e da BTT-TV

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta