Já T´ Agarro 2019 com trajetos muito rápidos

Agarro 2019

3 março 2019, acordar cedinho numa manhã que prometia e rumo à localidade de Branca-Coruche, à Maratona Já T´ Agarro 2019.

O dia apresentava uma temperatura fresca, ou melhor, bem fresca, pois à chegada marcava 7 graus e o nevoeiro lutava contra os raios de Sol, para aumentar a temperatura ambiente.

Maratona “ Já T´ Agarro 2019 ”

A Associação “Clube de Ciclismo e BTT Já T´ Agarro” organizou a famosa Maratona “ Já T´ Agarro 2019 ”.
Um evento limitado a 300 participantes, com passeio guiado na distância de 15 kms, a Meia Maratona 40 kms ou para os mais duros a Maratona 70 kms.

Quase esgotadas as inscrições para o Já T´ Agarro 2019, inscreveram-se 291 atletas, mas fica aqui o aviso aos que não foram por dúvidas ou outros motivos, marquem na agenda de 2020, porquê?

Porque uma organização de top5, esforçou-se no trabalho de campo, para dar grandes momentos de btt aos participantes, marcações diversas e bem visíveis, zonas de perigo bem marcadas, exemplo as raízes de árvores no pinhal, que estavam pintadas de um verde bastante destacado e visível.

A partida e chegada para este evento estava localizada no Largo da Igreja da Branca, que com um início marcado para às 09h, só falhou não por culpa da organização, mas do típico Português que deixa para última da hora a entrada no controle zero.

Controle zero

Controle zero efetuado e entregue a cada atleta uma pulseira com chip para controlar os tempos, logo ai os atletas eram separados para quem fazia a Maratona e a Meia Maratona, em minha opinião deveriam ser todas as provas assim pois quem faz as Maratonas têm andamentos diferentes e devem de sair na frente.

Partida organizada, na retaguarda da carrinha da organização, uns kms de alcatrão para aquecer, pois a temperatura não era muito mais que 9 graus, mas surgiu-me uma dúvida, estava no autódromo do Algarve? Estoril? É que a quantidade de motos que iam na minha frente fazia-me duvidar dos meus andamentos.

Entrada nos trilhos e punho trancado, era ver quem atingia velocidades mais elevadas, nem um parte pernas de sobe e desce constante, entre umas zonas de areia mais solta, juntamente com umas curvas rápidas, mas escorregadias, onde assisti a algumas quedas, mas nada de grave para os atletas e máquinas, fazia o pessoal baixar o ritmo.

Entre estradões e alguns momentos de singles entre árvores, fazendo com que a atenção do atleta estivesse em alta, para não ficar abraçado a algum pinheiro manso, todos iam a dar o seu máximo fisicamente e puxando pelo material das suas montadas.

Trajetos muito rápidos

Foi realmente um evento com trajetos muito rápidos, mas também para isso contribuiu não ter chovido e assim o terreno não se encontrar pesado, mas bastante rápido.

Em termo de comparação com o evento de 2018 a opinião era a mesma, este ano muito mais rápido e agradecimentos ao São Pedro por ter colaborado.

A organização presenteou os atletas na Maratona, com 2 (dois) pontos de abastecimento de líquidos e sólidos que estarão devidamente identificados, 2 (dois) na Maratona e 1 (um) na Meia-Maratona.

Os banhos eram nos balneários do Campo Futebol Figueirense a 1500 metros do local de partida / chegada. Na minha opinião penso que a organização poderia tentar rever para futuros eventos, este ponto menos bom, assisti a um desagrado de atletas por causa da falta de água quente, ou mesmo por serem poucos os espaços de banhos. Alguns até preferiram rumar a casa sem um duche.

Os vencedores do Já T´ Agarro 2019

O pódio da Maratona, que teve 56 participantes a cortar a meta, foi constituído pelos atletas:

Pedro Joaquim – Team Escala Visual – 02:24:43 foi o vencedor, com o seu colega de equipa José Cantante – 02:31:12 a ocupar o lugar imediato e André Tiado – Kompedal Racing Team – 02:31:20 a obter o 3º lugar.

Três corajosas mulheres enfrentaram a distância com a vitória a sorrir a Ana Lopes – BTT Familia – 03:13;11, Maria Florêncio – Di’Bikes Oficina de Bicicletas – 03:27;16 e Cecilia Prates – BTT Familia, completaram o pódio.

O pódio da Meia Maratona que teve 200 participantes a cortar a meta, foi constituído pelos atletas:

Laiz Costa – Pa-Bikerepeair necessitou de 01:48;47 para percorrer o percurso e obter a vitória feminina, Maria Cravo – clube Ciclismo Marco Chagas com 01:51;28 obteve o 2º lugar e o 3º lugar foi obtido por Ana Mendão a correr como individual, com 01:51;58, estas duas atletas a esforçarem-se para a obtenção da melhor classificação e diferença que as separou a ser quase mínima.

Em masculinos Bruno Nunes – Strix Bike Team – 01:22:52, venceu, ocupando os lugares imediatos Fábio Silva – Roda Livre Cartaxo Team / Quinta da Atela – 01:25:44 e João Paulos – Individual – 01:28:27.

Rui Bastos e João Carriço – OPraticante.pt / SFOA Cycle Team

OPraticante.pt / SFOA Cycle Team com boas prestações

A equipa OPraticante.pt / SFOA Cycle Team esteve representada neste evento por dois atletas, que participaram na Meia Maratona, obtendo os seguintes resultados:

11º lugar – Rui Bastos 01:39;04 e o 32º lugar – João Carriço 01:54;02 do escalão Masters B (40-49 anos).

[dividir ícone = “círculo” width = “medium”]

Texto: Rui Bastos
Fotos: Inês Costa Fotografia

Parceiros

Deixe uma resposta