O Praticante | revista nº. 40

2011 Crise. Só se for para o desporto, e para o mexilhão.
Um velho ditado diz “Quem se F…. sempre é o mexilhão”, um bom inicio para este nosso editorial, neste ano que se inicia sobre a sombra de uma crise. Anunciada? Criada? Ou quê?
Vemos os bancos, a GALP/BP, entre outras empresas a declararem lucros em 2010, de milhões, e mais milhões, mas os encargos para a população com os bancos e combustíveis, não pára de subir, aumentando ainda mais as dificuldades para todos, e pagamento de impostos, para quem, para a população, esse não falha, não atrasa, e aumenta.
Ao contrário para o desporto cada vez menos, senão forem ainda algumas empresas a apoiarem o desporto, ainda muita carolice, e empenhamento das pessoas que se envolvem com o desporto, e muitas modalidades, já não seriam dinamizadas, teriam sido extintas, como já o foram uma série de clubes. As regras aumentam, as dificuldades também, e os apoios estatais diminuem, até quando? Como é possível termos grandes atletas, a nível internacional, se eles na sua maioria, têm o seu emprego e nas horas de lazer se sacrificam a treinar para prestigiar PORTUGAL, que não os apoia.
Como inverter esta situação, é complicado, mas não impossível, muito trabalho temos todos os que estamos envolvidos com o desporto, mas em conjunto devemos apresentar soluções para melhorar e possibilitar, que a cada dia mais sejam os praticantes.
Para tal, urge criar condições de trabalho, cativar os munícipes, a população em geral, seja para praticar desporto, seja simplesmente para efectuar uma caminhada, também é desporto, e bem saudável.
É altura de unirmos e mostramos que o desporto está bem vivo, entre nós e têm condições para evoluir.
A nossa publicação, tem dado a sua contribuição ao longo destes quase sete anos e meio, temos crescido, a cada edição tentado contribuir para uma maior divulgação das modalidades, que chegam ao nosso conhecimento, apoiar e realizar vários eventos, apoiar clubes na dinamização da sua actividade, e arranjar-lhe patrocínios, tudo em prol do desporto.
É com este mesmo objectivo que iniciamos 2011, com mais força, empenho, dedicação e prometemos para este ano a mesma aplicação que nos anos anteriores.
A todos desejamos, força, e muitos, muitos êxitos, na concretização dos objectivos a que se propuseram, não baixem os braços, mostrem que são diferentes.
Até à próxima

Amália Mendes
amalia.opraticante@gmail.com

 

Link: O Praticante | revista nº. 40

Parceiros

Deixe uma resposta