Privacy Policy Page
Privacy Policy Page
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Sonhos que os atletas perseguem “Jogos Paralímpicos”

E fechamos com a entrevista ao Miguel Monteiro o circulo de entrevistas aos atletas do desporto adaptado, aqueles que já estavam a trabalhar os sonhos que os atletas perseguem “Jogos Paralímpicos Tóquio 2020

Atletas que viram os seus sonhos adiados. Que encararam a situação provocada pelo surto de coronavirus com surpresa, mas que souberam adaptar-se e continuam a preparar a sua concretização do sonho.

Miguel Monteiro: «A inevitabilidade do adiamento»

Miguel Monteiro (19 anos) é um lançador destacado no desporto adaptado, ainda jovem, mas já com algumas medalhas no seu currículo. No ano passado o atleta da classe F40 (baixa estatura) foi quinto classificado no mundial do Dubai 2019.

Representando a Casa do Povo de Mangualde, Miguel Monteiro já aguardava a comunicação do adiamento dos Jogos Paralímpicos. «O adiamento dos Jogos era algo que inevitavelmente já se esperava que acontecesse, mais tarde ou mais cedo».

Referindo «Por isso, foi com naturalidade que vi os Jogos serem adiados devido a esta situação que todo o mundo atravessa», não desarmando de tudo o que persegue no atletismo, «Os Jogos são e serão sempre um objetivo, um dos sonhos a alcançar para qualquer atleta».

sonhos

Para Miguel Monteiro as alterações ao treino não foram muitas, os sonhos mantêm-se

«O treino em confinamento passa por evitar proximidades e contacto com as pessoas à volta», refere adiantando ter continuado a «ir ao estádio treinar onde, apesar de o meu treinador estar presente, mantemo-nos sempre afastados um do outro, não havendo por isso nem contacto físico, nem proximidades».

A falta de objetivos e de calendário desportivo faz com que o treino seja agora mais de “manutenção” que de treino desportivo prático. «Penso que o treino que estamos a fazer nesta época de confinamento passa mais por evitar a perda de forma do que propriamente melhorar marcas, uma vez que não sabemos quando é que esta situação se vai reverter».

Fora dos treinos Miguel Monteiro continua a ter uma vida muito ocupada. «Continuo a ter aulas por videoconferência e atividades da Universidade, que ocupam grande parte do meu tempo durante o dia. Para além disso, ocupo com conversas com os amigos, aprender coisas novas, jogos, etc.», concluiu o atleta de Mangualde.

Resumo de Palmarés
Nome: Miguel Monteiro
Classe: F40
Local/data de nascimento: Mangualde, 23/12/2000
Clube: CP Mangualde
Treinador: João Mendes
Recorde Pessoal: 10,32 m

Destaques:
– Vice-campeão do Mundo, Londres 2017 (quinto classificado em Dubai 2019)
– Vice-campeão da Europa, Berlim 2018
– Campeão do Mundo Juniores, Nottwill 2019

Visualize também as entrevistas de:

João Correia: «Treino em casa não é novidade» 

Carina Paim «Estava bem e motivada»

José Azevedo “Estou a treinar a 100% com prevenção”

Carolina Duarte: «Adiamento deixou-me apática»

Texto: António Fernandes (com a colaboração do técnico José Silva)
Fotos: Comunicação Federação Portuguesa de Atletismo

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta