Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Torneio Pré-Olímpico, Guerreiros obtêm passaporte

Portugal assegurou uma vaga no Torneio Pré-Olímpico, ao vencer a Hungria, por 34:26, num encontro incrível da turma lusa.

Guerreiros de Portugal no Torneio Pré-Olímpico

A Seleção Nacional fez alinhar Alfredo Quintana, António Areia, Fábio Magalhães, Miguel Martins, Rui Silva, Luís Frade e Diogo Branquinho, numa partida em que a formação húngara começou por marcar mas Portugal conseguiu empatar através de Daymaro Salina, com Alfredo Quintana a negar a conversão de um livre de 7 metros.

Aos cinco minutos do encontro, Alexandre Cavalcanti fixa o empate a dois golos, quando continuam os momentos de grande equilíbrio, quando aos 10 minutos Belone Moreira volta a fixar o empate a quatro golos. Mais tarde, pela primeira vez, António Areia consegue colocar Portugal na frente, por dois golos de diferença, aos 15 minutos.

Com cinco minutos volvidos, a formação das Quinas seguia na liderança, com dois golos de vantagem mas a Hungria conseguiu empatar o encontro nos dois minutos seguintes. Mas Portugal acaba por passar para três golos de vantagem, mas sai para o intervalo a vencer por 16:14.

Torneio Pré-Olímpico

Diogo Branquinho abriu as hostilidades no segundo tempo

No segundo tempo foi Diogo Branquinho quem abriu as hostilidades e Alexis Borges amplia a diferença, para 18:14, mas a Hungria conseguiu reduzir, levando Paulo Pereira a pedir time-out, quando o placar assinalava 20:18.

Portugal acabou mesmo por conquistar uma diferença de seis golos, quando o placar assinalava 26:20. Aos 25 minutos de jogo, Portugal vencia por 31:24, e acabou por vencer o encontro por 34:26, com Belone Moreira a ser o melhor marcador, com 7 golos e António Areia o MVP da partida.

Torneio Pré-Olímpico

“Hoje sim, fizemos história”

No final da partida o selecionador nacional, Paulo Jorge Pereira, mostrou-se feliz por Portugal ter conseguido atingir o objetivo proposto. “Hoje sim, fizemos história porque conseguimos chegar ao nosso objetivo inicial que era superar o melhor resultado de sempre, já o fizemos, e ainda por cima com direito a estar nos Pré-Olímpicos.

O líder da equipa traçou ainda novas metas para depois do Europeu. “O próximo objetivo é estar presente nos Jogos Olímpicos. Vai ser imensamente difícil, quase impossível tal como o que nós fizemos aqui, ninguém acreditava nisto.

Paulo Jorge Pereira deixou ainda elogios ao grupo de trabalho. “Este grupo tem sido fantástico, com alguns altos e baixos normais ao estar numa competição deste género mas tenho que lhes fazer uma vénias enorme. Ainda há muita coisa para fazer, tentar manter este nível durante mais tempo mas temos noção de que estamos no meio da elite do andebol mundial.

Portugal vai assim, pela primeira vez na sua história, a um Torneio Pré-Olímpico, onde se poderá qualificar para os Jogos Olímpicos.

Texto / Foto: Federação de Andebol de Portugal

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta