Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

PPGT com treze portugueses entre os melhores

Treze jogadores portugueses integram a elite de 54 jogadores que irão disputar o Tour Championship do Portugal Pro Golf Tour -PPGT , entre amanhã (sexta-feira) e Domingo, no Troia Golf Resort.

O campeão nacional Tomás Silva e os ex-campeões nacionais Tiago Cruz e Hugo Santos serão acompanhados por alguns jogadores que militam em circuitos superiores como João Carlota (Challenge Tour), Tomás Bessa, Vítor Lopes e Miguel Gaspar (no Alps Tour), Tiago Rodrigues e Tomás Melo Gouveia (no Pro Golf Tour), e ainda por Francisco Oliveira, Gonçalo Pinto, Alexandre Abreu e João Ramos, o melhor português no PPGT, ao terminar a época de 2018 / 2019 no 3.º lugar do ranking.

Miguel Gaspar campeão do 3.º Palmares Classic-da época 2018-2019, Foto: PGA de Portugal

PPGT – Tour Championship do Portugal Pro Golf Tour

O PPGT Tour Championship é o mais importante torneio de sempre deste circuito internacional para profissionais de golfe, sancionado pela PGA de Portugal, Federação Portuguesa de Golfe e pelo britânico Jamega Pro Golf Tour.

Reúnem-se 54 participantes, oriundos de Portugal, Inglaterra, Holanda, Irlanda, País de Gales, Escócia e Suécia, que lutarão por um prémio monetário global de 20 mil euros, o dobro dos 10 mil que normalmente constituem o “prize-money” de uma prova regular deste circuito.

O Troia Golf Resort será um palco perfeito para a conclusão do circuito, após 21 torneios realizados em Portugal, sobretudo no Algarve, entre novembro e março. Troia é um enorme desafio que já recebeu o Open de Portugal do European Tour, bem como o Campeonato da Europa Amador da Associação Europeia de Golfe, entre muitos outros eventos.

Cinco convites para torneios do Challenge Tour

O melhor prémio do Tour Championship consiste na oferta de cinco convites para torneios do Challenge Tour de 2019, a segunda divisão europeia, onde cada torneio distribui no mínimo 180 mil euros em prémios.

Esses cinco convites irão para o melhor classificado do Tour Championship mas não necessariamente o vencedor da prova, pois é imperativo que tenha chegado a este último campeonato entre os 50 primeiros do ranking (Ordem de Mérito) do PPGT.

Dos 13 portugueses em prova, nenhum é membro do Challenge Tour, embora alguns saibam que irão ter convites para poder jogar na segunda divisão europeia. Por isso, para qualquer um deles, os cinco “wild cards” são mais valiosos do que o primeiro prémio de quatro mil euros do torneio.

João Ramos,n.3 do Portugal Pro Golf Tour de 2018-2019

Embora no golfe tudo possa acontecer e qualquer um dos 54 jogadores possa ganhar o torneio, a verdade é que entre os 13 portugueses há uns mais favoritos do que outros e é importante salientar que nove deles conseguiram colecionar classificações no top-10 de torneios ao longo da temporada: Hugo Santos (6), João Ramos (5), Tomás Melo Gouveia (5), Tomás Bessa (4), Tiago Cruz (3), Miguel Gaspar (3), João Carlota (3), Tomás Silva (3) e Vítor Lopes (2).

Dois portugueses que já venceram torneios do PPGT

E se restringirmos este lote aos portugueses presentes em Troia que venceram torneios do PPGT na época de 2018 / 2019 ficamos limitados a dois: Tomás Bessa no 2.º Penina Classic em janeiro e Miguel Gaspar no 3.º Palmares Classic, também em janeiro.

PPGT
Tomás Bessa vence-2.º Penina Classic – Foto: PGA de Portugal

Ricardo Santos, um dos melhores golfistas portugueses de sempre, venceu igualmente o torneio inaugural, em novembro, o 1.º Palmares Classic, mas optou por não competir em Troia.

N.º 1 do ranking no evento

Entre os jogadores estrangeiros a jogarem o PPGT Tour Championship a partir de amanhã, destacam-se, naturalmente, os jogadores que já conquistaram títulos este ano: o n.º 1 do ranking, o irlandês Paul McBride (3.º Penina Classic); o n.º2 do ranking, o inglês Dale Whitnell (6.º Palmares Classic e 2.º Amendoeira O’Connor Classic); o holandês Lars Van Meijel (1.º Pinheiros Altos Classic e 1.º San Lorenzo Classic); o inglês de origem italiana Gian-Marco Petrozzi (5.º Palmares Classic); e os ingleses Daniel Brooks (4.º Penina Classic), Patrick Ruff (2.º Palmares Classic), e Liam Hancock (1.º Amendoeira O Connor Classic).

O PPGT está a completar a sua segunda época (sendo uma evolução de outros circuitos) e tem registado significativos índices de crescimento, tanto na quantidade como na qualidade de jogadores, atraindo cada vez mais membros de circuitos importantes como o European Tour, Challenge Tour, Alps Tour e Pro Golf Tour.

O norte-irlandês Michael Hoey, antigo vencedor do Open de Portugal, do Madeira Islands Open e do Alfred Dunhill Links Championship ganhou este ano um torneio no Algarve. E tanto este ano como no ano passado jogadores como o escocês Paul Lawrie (antigo campeão do British Open) e o sueco Jarmo Sandelin (que jogou na Ryder Cup) passaram por estes torneios.

No sentido inverso, o inglês Jordan Smith e os portugueses Pedro Figueiredo e Ricardo Melo Gouveia brilharam nestes circuitos antes de ascenderem ao European Tour.

Texto: Hugo Ribeiro / PGA Portugal

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta